0

Por que a equipe de T.I. precisa ter uma boa oratória?

Devido ao vocabulário próprio do pessoal de T.I., a comunicação com pessoas de fora da área pode causar muitos ruídos. Entenda.

26 mar 2018
09h30
  • separator
  • comentários

Speaker! Tudo bem?

Se você já precisou de serviços na área de T.I, pode ter se deparado com alguns profissionais que utilizam um vocabulário próprio, com muitos termos técnicos e palavras difíceis para quem não é do nicho, não é mesmo?

Por outro lado, se você trabalha com T.I, com certeza já enfrentou desafios na hora de conversar com seus clientes, justamente pela dificuldade que as pessoas têm de compreender certos jargões específicos da profissão.

Foto: ShutterStock

Seja em qualquer uma dessas duas situações, algumas técnicas de oratória fariam toda a diferença para criar um diálogo eficaz. Isso acontece porque a área de tecnologia, assim como praticamente todas as profissões atuais, pede, cada vez mais, pessoas com boa capacidade de comunicação.

As faculdades de tecnologia tendem a focar apenas no ensino de habilidades específicas de tecnologia, dados e linguagem virtual, esquecendo-se que, por trás de tudo isso, estão as necessidades das pessoas que, de fato, farão uso das redes, dos computadores, programas e aplicativos.

Por que os profissionais da tecnologia precisam de uma boa oratória?

Na rotina de quem trabalha com tecnologia, existe a necessidade de dialogar com o usuário ou a empresa para entender o que é preciso para customizar o sistema,  identificar problemas técnicos e, depois disso, buscar uma solução.

Se há dificuldade em se comunicar bem com outras áreas e com os clientes, o trabalho pode ser comprometido e criar ruídos comunicacionais que prejudicam o ambiente de trabalho e até mesmo a qualidade do serviço oferecido.

Nós, da The Speaker, entendemos que em qualquer profissão é preciso saber expor seus pensamentos de forma bem estruturada e clara, a fim de se fazer entender. Ao contrário do pensamento comum, essa não é uma habilidade nata e pode ser aprendida através do estudo das técnicas de oratória. 

Se aplicadas corretamente, essas estratégias podem influenciar na mudança da comunicação interpessoal e facilitar o diálogo com as pessoas. Empresas que têm essa visão já oferecem cursos aos funcionários em busca de melhorias e os resultados são surpreendentes!

Quando pensamos nas mudanças possíveis na área de tecnologia especificamente, está a promoção de uma comunicação mais assertiva, a prática da escuta, a paciência na hora de orientar os usuários, o equilíbrio entre a linguagem técnica e a usual e o destaque de profissionais em apresentações e eventos corporativos.


3 Razões para começar a praticar a sua oratória agora mesmo

Se você é um profissional de T.I e ainda têm dúvidas sobre por que dedicar-se à oratória, separamos três das muitas razões para você começar a estudar as técnicas e investir na sua comunicação o quanto antes. Veja:

1. Entender que como se fala é tão importante quanto o que se fala

A maioria dos profissionais de T. I não tem contato com as técnicas que colaboram para uma comunicação eficiente. O conteúdo a ser falado, a voz, a dicção e a linguagem não-verbal são elementos imprescindíveis. Conhecê-los e exercitá-los é fundamental para que seja possível melhorar a comunicação no trabalho.

Uma pesquisa feita por uma universidade americana demonstrou que o impacto da comunicação no receptor deve-se, basicamente, a tais fatores: 55% ao visual e postura; 38% ao tom de voz; e 7% ao conteúdo.

Portanto, se a fala e o corpo não se expressarem em sintonia, a mensagem transmitida ficará fortemente comprometida. Isso mostra que há muitas barreiras a serem desconstruídas para melhorar a comunicação e vai além do que se fala, mas como se fala.

2. Organizar o raciocínio de forma clara

É preciso aprender a organizar o raciocínio de forma mais clara e compreensível, com começo, meio e fim. Você já se deparou com alguém dando voltas no assunto para chegar ao que realmente desejava expressar?

A oratória contribui para a formação do pensamento de uma maneira mais estruturada, auxiliando na objetividade da transmissão de informações. Isso, para lidar com clientes e com a pressa do cotidiano, é um fator indispensável.

Ao conseguir organizar o seu pensamento, conversar com seus clientes, chefes e colegas de trabalho será muito mais fácil. No fim das contas, as outras pessoas entenderão o que você está dizendo com mais facilidade, incentivando, entre outros aspectos, a fidelização de clientes e a harmonia no ambiente de trabalho.

3. Conhecimento técnico x diálogo com clientes

’HTML? Código Fonte? SSD?’ Ahn? Por terem um alto conhecimento técnico, pode ser difícil, para os profissionais da T.I, repassar as informações para outra pessoa que não está familiarizada com os termos da profissão.

Esse é um problema muito comum com pessoas que atuam nas áreas de exatas e tecnologia.  É preciso  ter consciência de que cada termo específico pode ser explicado de maneira simples, para que pessoas de outras áreas também entendam o que está sendo dito.

Essa necessidade de “traduzir” termos técnicos para uma forma mais acessível é um diferencial imenso, embora nem todos os profissionais da área tenham consciência sobre isso. Ao ter a preocupação de se comunicar com seus clientes de um modo mais simples, você está gerando empatia. E isso, hoje em dia, é um grande diferencial.

Aqui na The Speaker, um dos grandes mitos com os quais temos que lidar cotidianamente é que as habilidades de oratória são necessárias apenas para profissionais da comunicação, como jornalistas, apresentadores ou publicitários, por exemplo.

Ao contrário do que, antes, estava impregnado no senso comum, a oratória é uma habilidade indispensável para profissionais de todas as áreas. Por isso, vale a pena investir nisso e começar a trabalhar sua comunicação agora mesmo.

Fonte:

https://www.thespeaker.com.br/4-problemas-comunicacao-interpessoal-oratoria-que-equipes-ti-enfrentam-nas-empresas/

 

The Speaker

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade