PUBLICIDADE

Oratória: 5 estratégias para lidar com tópicos sensíveis em apresentações

Hoje eu abordo 5 estratégias para lidar com tópicos sensíveis em apresentações. Leia até o fim e saiba como aplicá-las no seu dia a dia!

21 jul 2021 15h04
ver comentários
Publicidade

Oi, Speaker!

Um dos maiores desafios de quem faz apresentações em público, dirige reuniões ou participa de lives nas redes sociais é lidar com a polarização.

Vivemos um período em que ter uma opinião sobre praticamente todos os assuntos se tornou algo obrigatório. Mesmo sem saber muito do tema, as pessoas comentam – e discordam, na maioria das vezes.

Polarização política, de ideias, de maneiras de enxergar a mesma situação. Tudo isso tem se tornado mais explícito, o que dificulta a abordagem de certos temas e tópicos.

Pensando nisso, abordo, hoje, 5 estratégias para lidar com tópicos sensíveis em apresentações. Leia até o fim e saiba como aplicá-las no seu dia a dia!

Foto: Shutterstock

1. Planeje uma boa introdução

Vamos imaginar uma situação hipotética: você precisa fazer uma apresentação sobre o voto eletrônico. No entanto, o seu público é composto majoritariamente por pessoas que defendem o uso do voto em papel.

O que aconteceria se você começasse a sua fala dizendo algo do tipo: “voto em papel é uma péssima ideia para o sistema eleitoral”? Você criaria, imediatamente, uma resistência no seu público!

Dependendo dos níveis de polarização, as pessoas podem até levantar e ir embora ou desligar suas câmeras, caso se trate de uma apresentação no online. Mesmo que elas permaneçam, será muito mais difícil gerar uma conexão e, mais ainda, persuadir.

O que fazer? Planeje uma introdução que desperte o interesse e deixe a sua argumentação para o desenvolvimento da fala, sempre utilizando uma abordagem persuasiva e sensível às ideias contrárias.

2. Recorra a estratégias para gerar conexão

Comunicação é troca. Em processos comunicativos, a conexão entre o comunicador e o público é parte fundamental. Quando se trata de uma apresentação sobre um tópico sensível, isso tem uma relevância ainda maior.

Gerar conexão com o público implica em usar alternativas para romper com a resistência que esse público possa ter em ouvir opiniões ou dados contrários aos seus. Opções eficientes para isso são:  

- O humor

- Uma boa história

- A emoção

Humor, emoção e uma boa história são recursos que retêm a atenção das pessoas, mesmo que o tema abordado seja polêmico e ainda que as opiniões apresentadas sejam opostas.  

Na hora de escolher uma dessas opções, pense no perfil do seu público, no grau de formalidade do evento (se a apresentação estiver incluída em um) e, ainda, no tema da sua fala. Para alguns temas, o uso do humor pode não ser a melhor decisão.

3. Pratique a escuta ativa

Em uma apresentação, existem três elementos principais: o comunicador, o público e a mensagem. Para que exista comunicação de fato, a pessoa que tem a palavra por mais tempo (isto é, o comunicador), também precisa ouvir.

A importância da escuta ativa é ainda maior quando o tema da apresentação é sensível ou polêmico. Geralmente, nesses casos, pode ser que o público seja resistente a ouvir com atenção. Então, isso precisa partir do comunicador também.

Como praticar a escuta ativa? Faça perguntas, planeje interação com o público e, como veremos no próximo tópico, deixe um tempo reservado para o debate.

4. Reserve um espaço para o debate

É muito importante reservar um tempo da apresentação para as perguntas e colocações do público, ainda mais para falar sobre assuntos sensíveis. Uma boa alternativa é deixar os últimos minutos do encontro para isso.

Atenção: avise ao público, ainda no começo da sua fala, que haverá um espaço específico para o debate e para as perguntas. Isso diminui a ansiedade e facilita a sua abordagem sem interrupções.

5. Pratique a assertividade

Assertividade é uma característica fundamental em qualquer situação de exposição de fala, afinal, vivemos tempos de muita pressa e porquíssima paciência. No entanto, em apresentações sobre assuntos polêmicos, a assertividade tem um papel ainda maior.

Ao ser assertivo, preferindo uma linguagem direta e objetiva, você diminui as chances de haver ruídos na sua comunicação. Isto é, se previne contra possíveis interpretações mal intencionadas ou equivocadas.

Para ter toda essa assertividade, planeje sua fala e abordagem com antecedência e pratique muitas vezes antes do dia da apresentação. Quanto mais familiarizado com o conteúdo você estiver, melhor será.

Aplique essas estratégias e veja a diferença em suas apresentações, Speaker!

Fonte:

https://www.thespeaker.com.br/oratoria-topicos-sensiveis-polarizacao/

The Speaker
Publicidade
Publicidade