3 eventos ao vivo

Como tornar minhas apresentações mais profissionais?

Você anda sentindo que suas apresentações em público não dão o resultado esperado? Veja como fazer apresentações profissionais.

29 abr 2019
08h00
atualizado às 09h32
  • separator
  • comentários

Olá, Speaker!

Você anda sentindo que suas apresentações em público não dão o resultado esperado? Tem dificuldades e se sente inseguro ao falar para líderes ou clientes? Talvez as suas apresentações ainda não têm o nível de profissionalismo que, hoje, é exigido pelo mercado.

Por mais que você domine o conteúdo da sua fala, alguns deslizes podem prejudicar a sua imagem e fazer com que a apresentação seja percebida pelos demais como mais amadora e menos profissional.

Alguns cuidados são essenciais para ter apresentações melhores e mais profissionais. Vou falar deles neste artigo! Siga a leitura e veja se você está fazendo algo que prejudica as suas apresentações.

Foto: Shutterstock

Planeje cada momento

Improvisar é ótimo, não é? Hum, nem sempre. É preciso ter MUITO cuidado com o que entendemos por “improvisar”. Ser natural e espontâneo durante uma apresentação em público não é sinônimo de deixar tudo para o improviso, pelo contrário.

Uma apresentação, para ser percebida como eficiente e profissional, exige do comunicador um planejamento prévio, que demanda dedicação e horas de treinamento.

Sendo assim, antes da sua próxima apresentação, faça um roteiro, dividindo a sua fala em introdução, desenvolvimento e conclusão, e pensando no que deseja abordar em cada uma dessas etapas. Crie palavras-chaves para se lembrar do que é mais essencial e separe quais informações e dados vai utilizar.

Depois disso, dedique um tempo para praticar a sua fala, verificando se ela está, de fato, bem estruturada ou se ainda há algo para melhorar. Se puder ouvir a opinião de amigos ou familiares, faça isso! 

Informe-se sobre o assunto

Não adianta apenas pensar em estratégias eficazes de comunicação sem saber o conteúdo da sua fala, não é mesmo? Afinal, para aprimorar a FORMA como nos comunicamos, é necessário, antes de tudo, saber O QUE queremos dizer para os demais.

Antes da sua apresentação, pesquise sobre o assunto central, procure opiniões de especialistas, veja se houve alguma mudança recente e busque dados que possam embasar seus argumentos.

Mesmo que você se considere especialista no assunto em questão, é importante rever o conteúdo e atualizá-lo, aumentando, também, a sua autoconfiança e evitando transmitir informações ultrapassadas. Lembre-se: com poucos cliques, os seus ouvintes podem checar tudo o que você disser durante a exposição oral!

Pronuncie corretamente as palavras e elimine vícios de comunicação

Para transmitir uma imagem profissional, a atenção para a gramática e para a pronúncia das palavras é necessária. Da mesma forma, procurar se liberar de vícios na comunicação é uma tarefa importante.

As pessoas tendem a desconfiar de quem comete muitos erros ao pronunciar palavras ou ao conjugar verbos, por exemplo. Sendo assim, mesmo que suas ideias sejam interessantes e o conteúdo da sua fala seja rico de argumentos, sua competência será questionada pelo público se a forma como você transmitir esse conteúdo e essas ideias não for adequada.

Da mesma maneira, é indispensável checar os slides para identificar possíveis erros ortográficos. Um erro gramatical, na linguagem oral, pode até passar despercebido (se não for recorrente), mas um erro escrito em um slide prejudica bastante a imagem do comunicador, já que está em maior evidência.

Não leia a sua fala!

Um profissional é alguém que domina o que diz e consegue falar com os demais de uma forma segura. Essa imagem não combina com aquele comunicador que precisa ler toda a sua fala durante uma apresentação em público, não é mesmo?

Por isso, NÃO leia a sua fala. Se você se sentir mais seguro, faça um pequeno roteiro utilizando apenas palavras-chaves e recorra a ele em casos de “brancos” de memória. Mas, não se esqueça: quando dedicamos tempo para planejar e praticar a nossa apresentação, dificilmente teremos lapsos de memória e seremos capazes de falar tudo o que desejamos sem a necessidade de ler palavra por palavra em um papel.

Esteja atento para a sua linguagem não-verbal

Não é apenas a linguagem verbal (o que dizemos e como dizemos) que influencia na imagem que transmitimos aos demais. A linguagem não verbal também define se os outros nos veem como profissionais ou como amadores.

Sendo assim, procure desenvolver esse outro lado da comunicação, garantindo que sua postura esteja ereta, que seus gestos estejam harmonizados e que suas expressões faciais estejam em sintonia com o que você está dizendo. Também é importante procurar manter contato visual com o público, criando uma relação de empatia.

Esses são apenas alguns cuidados para levar em consideração na hora de fazer apresentações em público mais profissionais. Se você precisa aprimorar as suas habilidades e conhecer outros fatores que impulsionam a forma como se comunica com os demais, considere fazer um curso de oratória!

Fonte:

https://www.thespeaker.com.br/palco-apresentacao-publico/

The Speaker
  • separator
  • comentários
publicidade