PUBLICIDADE

O que aprender com o discurso de Sergio Moro sobre a “voz bonita”?

Nas últimas semanas, Sergio Moro falou sobre as críticas que recebe quanto à sua voz. Vamos fazer uma análise neste artigo.

22 nov 2021 12h00
ver comentários
Publicidade

Speaker! Como você está?

Nas últimas semanas, Sergio Moro falou sobre as críticas que recebe quanto à sua voz, sobre o fato de ter ouvido, muitas vezes, que não tem uma “voz bonita”.

Foto: Internet

“O Brasil não precisa de líderes que tenham a voz bonita”, disse. Declarações como essa nos fazem pensar sobre um dos pilares centrais da comunicação: a voz.

Ter uma voz bonita é muito subjetivo. No entanto, ter uma boa expressão vocal é, sim, uma habilidade indispensável para líderes.

Essa é uma habilidade tão importante que decidi falar sobre ela na nossa conversa de hoje. Vamos?

Antes de seguir, vale lembrar que esta é uma análise de comunicação (e não política), ok?

Voz bonita ou boa expressão vocal?

Não é nem um pouco raro pensar (e repetir) que as habilidades de oratória são, na verdade, algo vocacional ou algum tipo de dom. É assim quando dizem que alguém tem o “dom da palavra”, por exemplo.

O mesmo acontece com a voz. Se você assistir ou reassistir ao discurso de Moro, verá que ele usa o termo “voz bonita” algumas vezes. A voz tem características próprias e que já nasceram conosco, é verdade. Mas o uso da voz é algo que se aprende.

Em outras palavras, não se trata da beleza da voz, mas, sim, do quanto a conhecemos e aprendemos a usar todos os seus recursos. Trata-se, então, de conseguir dar energia à voz, considerando alguns aspectos estratégicos.  

Expressão vocal de grandes líderes: quais ações são essenciais?

Sergio Moro é alguém de grande exposição midiática, como acontece com tantos outros profissionais – sobretudo, líderes. O cuidado da voz é importante para todos nós, mas, para quem está em tanta evidência, passa a ser fundamental.

Nós não nos comunicamos apenas através de palavras: a dinâmica não-falada – como voz e gestos – também transmite uma mensagem. A forma como alguém usa a voz também diz algo e é importante cuidar e estarmos atentos quanto a isso.

A voz tem um aspecto muito interessante: pode transmitir confiança e autoridade, mas também pode transmitir o contrário. Voz trêmula em apresentações, por exemplo, está associada ao medo ou inseguranças.

Quais cuidados e ações são, então, indispensáveis na liderança? Veja a seguir.

- Aprimorar a dicção

Citei a repercussão de algumas falas de Moro sobre as críticas à sua voz. Como você viu, ele disse que é acusado de ter “voz feia”. No entanto, muitos dos problemas da sua expressão vocal estão ligados à dicção – não às características da voz em si.

Para impulsionar a expressão vocal, é necessário aprimorar a dicção. Ou seja, a forma como você pronuncia as palavras e as sílabas que as compõem. Uma dicção pouco eficaz afeta o quanto a sua mensagem é clara para as pessoas.

- Saber como variar o tom de voz estrategicamente

Uma fala monótona afasta o comunicador da sua audiência. Por outro lado, aqueles que sabem variar o tom conseguem dar um dinamismo à mensagem e se tornam mais atrativos para quem escuta.

Mas é preciso pensar estrategicamente. Qual o melhor momento de usar um tom de voz mais agudo? E os efeitos de um tom mais grave? Entender isso, ainda que minimamente, é importante, especialmente para líderes.

- Usar bem as pausas

São os silêncios que dão ritmo a uma fala, por mais estranho que isso possa parecer. Saber o momento de calar por uns segundos influencia muito no efeito que a sua mensagem terá.

Grandes comunicadores aplicam pausas para transmitir autoridade e aumentar a emotividade. E sabem bem a importância do silêncio na comunicação, tão ligado à escuta ativa.

Também recebo críticas sobre minha voz, o que fazer?

Durante seu discurso, Sergio Moro minimizou as críticas quanto à sua voz. Ainda assim, circula na mídia a informação de que ele está sendo treinado por uma especialista em voz. Verdade ou não, o impacto da expressão vocal é inegável na comunicação.

Se você também recebe críticas sobre a sua voz ou se percebe que precisa aprimorar a sua expressão vocal, o primeiro passo é entender que usar bem a voz é uma habilidade. Logo, é algo que aprendemos e aprimoramos.

Um treinamento em oratória completo se debruça nos três pilares centrais da comunicação e um deles é, justamente, a expressão vocal. Então, considere um treinamento e direcione seu aprendizado para técnicas de uso da voz.

Quer saber mais sobre expressão vocal? Fale comigo, Speaker!

Fonte:

https://www.thespeaker.com.br/sergio-moro-e-a-voz-bonita-lideres-precisam-ou-nao-de-uma-boa-expressao-vocal/

 

The Speaker
Publicidade
Publicidade