0

Conheça o Círculo de Ouro usado para melhorar apresentações

Vocês já se perguntaram por que algumas pessoas são mais inspiradoras que outras? Ou por que determinada marca é a mais vendida?

4 dez 2017
07h00
  • separator
  • comentários

Conheça o “Círculo de Ouro” usado em discursos consagrados para melhorar suas apresentações

Oi, Speakers!

Vocês já se perguntaram por que algumas pessoas são mais inspiradoras que outras? Ou por que determinada marca é a mais vendida? Ou, ainda, por que aquele candidato para uma vaga de emprego foi o escolhido entre centenas de outros concorrentes?

A resposta é simples: porque se comunicam melhor!

É isso mesmo, meu caro Speaker, saber se comunicar bem é a principal ferramenta para alcançar objetivos, promover ideias e inspirar pessoas. Hoje em dia, com as redes sociais e a internet, saber se comunicar é essencial.

“Lívia, será que você não está exagerando um pouco?”. Bom, vamos conversar sobre o “Círculo de Ouro” que os grandes comunicadores utilizam e responderemos juntos a esse seu questionamento, ok?

Foto: Ytimg

O que é o Círculo de Ouro?

A expressão “Círculo de Ouro” foi criada pelo especialista em marketing e consultor Simon Sinek. Simon trabalha orientando aqueles que, como você, Speaker, desejam se comunicar melhor e fazer excelentes apresentações.

Depois de analisar a trajetória e alguns dos discursos mais famosos da história, como os de Martin Luther King e Steve Jobs, Sinek percebeu que todas essas pessoas inspiradoras se comunicam obedecendo a um mesmo padrão. Então, codificou esse padrão e o chamou de Círculo de Ouro.

Não se esqueça: falar bem em público não é um dom. Falar bem em público é uma habilidade, que resulta de dedicação e esforço. Você se lembra que conversamos sobre isso em um vídeo do nosso canal?

Como é o Círculo de Ouro usado pelos grandes comunicadores?

“Ok, Lívia. Já sabemos que existe o tal Círculo de Ouro. Mas o que é esse círculo na prática?”. Ótima pergunta, Speaker! Vamos falar sobre isso!

A maioria das pessoas se comunica da mesma forma. Segundo Sinek, os comunicadores “comuns” planejam as suas apresentações para responder às seguintes perguntas, nessa ordem:

O quê?

Como?

Por quê?

Imaginemos uma situação muito comum: João precisa fazer uma apresentação para arrecadar fundos para sua ONG. Ele não leu esse texto, então não conhece nada sobre o Círculo de Ouro.

João começa falando sobre O QUE ele deseja: conseguir patrocínios para a ONG. Depois, continua o seu discurso explicando COMO isso aconteceria: através da compra de rifas, por exemplo. E, por fim, falaria sobre O PORQUÊ de estar pedindo esse patrocínio: a ONG salva animais de rua e os acolhe em abrigos.

Vocês perceberam, Speakers, que João deixou a parte mais importante da apresentação para o final? Falar dessa forma pode ser pouco eficiente porque a apresentação de João começou sem nenhum apelo emocional e de um modo não muito interessante. Nesse caso, o público poderia se distrair facilmente e é muito provável que João não conseguisse os patrocínios para sua ONG.

Bom, os grandes comunicadores respondem às mesmas perguntas que vimos acima, mas fazem isso na ordem oposta. Ou seja, eles planejam suas apresentações da seguinta maneira:

Por quê?

Como?

O quê?

Se João tivesse lido esse texto da The Speaker e seguisse o Círculo de Ouro, ele falaria algo mais ou menos assim: “minha ONG salva animais de rua. Estamos vendendo rifas para arrecadar fundos e continuar nosso trabalho.”

Percebem que o segundo modo de falar é muito mais eficiente? Lembre-se, Speaker: a forma como você diz algo é tão importante quanto o quê você diz.

Quando nosso amigo imaginário João começa falando que a sua ONG salva animais de rua, ele está, na verdade, explicando a sua motivação, o seu objetivo e a sua ideia para mudar algo no mundo. E isso, Speakers, atrai a atenção do público e desperta empatia.

Por que o Círculo de Ouro é tão eficaz?

Quando você faz uma apresentação, você quer ser ouvido, certo? Ou, em outras palavras, você quer que a sua mensagem seja ouvida, entendida e assimilada pelo público.

Podemos dizer, Speaker, que, durante uma apresentação, o que desejamos é fazer com que os outros se importem com algo com o qual nos importamos.

Vamos voltar ao exemplo do João. João se importa com os animais de rua. Quando ele se apresenta pedindo patrocínios para sua ONG, o que ele realmente quer é que outros se importem com a mesma causa. E, a partir daí, ajudem com o patrocínio.

Essa lógica, Speaker, vale para absolutamente qualquer tipo de apresentação ou discurso. Vale, inclusive, para entrevistas de emprego.

Se você precisa vender um produto, por exemplo, é óbvio que você se importa com esse produto e com o que ele pode trazer de bom, certo? Então, na sua apresentação, o que você realmente precisa é conseguir fazer com que seu público passe a se importar com esse produto. E, assim, comprá-lo. Simples, não?

Vamos resumir, Speaker: numa apresentação, é muito importante saber qual é o nosso propósito e explicar isso usando o Circulo de Ouro dos grandes comunicadores, respondendo “por quê?”, “como?” e “o quê?”, nessa ordem. Certo?

Isso acontece, Speaker, porque  seu público tende a acreditar naquilo que VOCÊ acredita. Então, lembre-se de começar sempre contando a sua motivação: essa dica aparentemente simples pode fazer toda a diferença!

Se você quer receber outras dicas como as que vimos no texto de hoje, matricule-se em um dos nossos cursos de oratória! Nesses cursos, te acompanharemos no caminho para se tornar um comunicador de sucesso. Ficaremos felizes em fazer essa trajetória com você!

Fonte: The Speaker

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade