1 evento ao vivo

Confiança na hora de falar em público

Como esquecer o medo e a ansiedade e passar a desfrutar a sua apresentação.

15 jan 2018
10h54
  • separator
  • comentários

Confiança na hora de falar em público: como esquecer o medo e a ansiedade e passar a desfrutar a sua apresentação

Olá, Speakers! Tudo bem com vocês?

Muitas pessoas têm verdadeiro pavor de falar em público, não é verdade? Por mais que queiram (e necessitem) vencer esse medo, evitam apresentações porque se sentem excessivamente inseguras, nervosas e ansiosas.

Foto: Pósgraduando

É muito provável que vocês conheçam alguém assim, já que a maioria dos comunicadores ainda tem grande resistência às falas “face a face”. Esses speakers entendem a importância das apresentações e até encaram o desafio, mas não conseguem desfrutar esse momento e não veem uma fala em público como uma oportunidade.

Em outras palavras, existem muitas pessoas que sobem ao palco, falam o que precisam e se despedem da plateia, aliviadas. No entanto, os comunicadores que conseguem inspirar pessoas verdadeiramente são aqueles que mergulham na experiência das apresentações em público e conseguem se divertir enquanto falam.

A comunicadora Liz Balmford é especialista em comunicação e orienta aqueles que querem aperfeiçoar a prática da oratória. Para Liz, comunicadores que fazem apresentações atraentes são aqueles que “se rendem ao momento, estando totalmente imersos em sua história e na mensagem que querem transmitir”.

Resumindo: é essa forte presença que torna os speakers sinceros aos olhos do público, que cativa as pessoas e faz com que elas queiram segui-los.

Seja verdadeiro consigo mesmo e com o seu público

O primeiro passo para “mergulhar” na sua própria apresentação é ser verdadeiro – com você mesmo e com o seu público. Quando digo “ser verdadeiro”, estou me referindo a alguns fatores que estão relacionados a uma boa comunicação. Veja só:

1. Ser verdadeiro na hora de pensar o conteúdo da sua fala

Speakers, quando você se dispõe a apresentar o conteúdo da sua fala, o seu público automaticamente entende que você está apto para falar sobre esse assunto. Por isso, NUNCA invente informações ou use dados que não são confiáveis, ok?

Você não precisa ser o expert dos experts em determinado tema para fazer uma apresentação sobre ele, mas precisa, sim, se informar o máximo possível, consultar outras opiniões, ler a respeito do assunto e saber tudo o que estiver ao seu alcance antes de falar em público.

As pessoas confiam em você e, se você quiser ser um bom comunicador, é mais que essencial ser honesto com o seu público.

2. Ser verdadeiro em relação ao que você acredita

Se você quer fazer uma apresentação inspiradora, conhecer o assunto da sua fala não é suficiente. É importantíssimo acreditar naquilo que você está dizendo, na ideia que você está propagando para o seu público.

Quando você realmente se importa com o que está dizendo, os outros sentirão essa verdade em você e, ainda que possam discordar de algum argumento, serão bem menos resistentes na hora de ouvir o que você tem a apresentar. Sempre que possível, fale apenas sobre o que você realmente acredita, ok?

3. Ser verdadeiro com suas emoções

Muita gente pensa que manter uma expressão séria é sinônimo de ter uma boa presença durante as apresentações, mas isso, amigos Speakers, não é verdade. Seja verdadeiro com suas emoções e não tenha medo de mostrar isso enquanto fala.

Bons comunicadores não são aqueles que vestem uma capa da neutralidade durante todo o tempo! Bons comunicadores são pessoas expressivas, capazes de sorrir, de mostrar um semblante mais triste (se esse for o caso), de ser honesto com o que sentem!

Portanto, quando você se apresentar em público, mostre que você se importa, que sente empatia, alegria, tristeza... Tudo isso ajuda a criar uma ligação com o público, o que ajuda também na hora de transmitir suas ideias!

Verdade x Ansiedade

Liz Balmford costuma dizer que agir com VERDADE é uma ferramenta para abandonar medos e, assim, diminuir o estresse e a ansiedade antes de uma apresentação. Se você aplica o que conversamos sobre a verdade (ou seja, passa a ser sincero com o conteúdo, com suas ideologias e seus sentimentos), começa a sentir-se menos ansioso.

Sabem por que isso acontece, Speakers? Porque quando você se importa com o que está fazendo, acaba perdendo o medo de ser julgado e passa a manter o foco em transmitir uma mensagem útil para as pessoas.

Se você sente verdade naquilo que fala, o seu objetivo não é simplesmente ser visto como um bom comunicador, mas, sim, conseguir cativar as pessoas que estão assistindo à sua palestra.

Liz Balmford descreve um bom comunicador como pessoas que falam com o coração, seja sobre sua própria história ou sobre a mensagem que pretendem levar aos outros.

Se estamos contando uma história, devemos narrar isso como se estivéssemos vivendo essa história agora, sentindo as mesmas emoções que sentimos quando passamos por essa experiência. Devemos liderar o público nessa jornada, experimentando cada momento como se fosse o mais importante.

Parece clichê, mas não é.  Para a audiência, tudo o que você diz é novo. Se você conta uma história, essa história é novidade para o público. Por isso, como oradores, temos que estar verdadeiramente presentes e mostrar entusiasmo. Só assim conseguiremos despertar nas pessoas aquilo que queremos!

A magia da verdade

Tudo isso que estamos dizendo sobre agir com verdade e mergulhar no momento pode parecer difícil. E, às vezes, é mesmo. Logo que pisamos num palco, tendemos a pensar no conteúdo da nossa apresentação. Começamos a nos preocupar com o nosso roteiro, com os slides e até mesmo com o equipamento técnico.

Speakers, preocupar-se com tudo isso é normal e saudável, afinal, garante que você cuide de todos os detalhes, evitando surpresas desagradáveis. O que temos que fazer é tentar não focar APENAS nisso e começar a desfrutar a nossa própria apresentação.

Há muitas maneiras de minimizar distrações e preocupações quando falamos em público e essas maneiras incluem bom planejamento e ensaio. Com ensaio, aumentamos a segurança na hora de falar em público e teremos mais chances de saborear a experiência. Isso nos tornará mais presentes, mais sensíveis ao público e à situação e, em última análise, nos tornarão mais poderosos ... como pessoas e como Speakers!

Fontes:

https://www.gingerpublicspeaking.com/article/public-speaking-confidence-from-nervous-to-panic-to-in-the-moment

www.thespeaker.com.br

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade