6 eventos ao vivo

Como se expressar bem em inglês?

Se comunicar satisfatoriamente em inglês demanda muito mais do que conhecer regras gramaticais do idioma.

18 mar 2020
08h00
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Se comunicar satisfatoriamente em inglês demanda muito mais do que conhecer regras gramaticais do idioma.

Olá, Speaker! Tudo bem com você?

Na rotina dos profissionais, dialogar com pessoas de outros países já se tornou algo recorrente. E, na maioria das vezes, essa comunicação acontece em inglês.

Para conversar com pessoas em outro idioma, especialmente em situações específicas, tais como reuniões, apresentações de PITCH, negociações, exposições orais ou afins, é preciso muito mais do que conhecer as regras gramaticais dessa língua.

Na verdade, considerar certos aspectos culturais, o contexto do diálogo e o perfil da sua audiência é essencial para garantir que você se expresse bem em inglês e transmita uma boa imagem profissional.

A oratória bilíngue será uma grande aliada nesse processo. Conhecer algumas técnicas e aplicá-las em situações de exposição de fala que acontecem em outro idioma será um diferencial na sua carreira. Siga a leitura e veja quais técnicas são essas!

Foto: Shutterstock

 

O que é preciso para falar tudo bem em inglês?

Falar tudo bem em inglês, isto é, conseguir se expressar de uma maneira interessante e assertiva com a sua audiência é um requisito. Afinal, as empresas estão cada vez mais conectadas e o diálogo recorrente entre profissionais de países diferentes é uma realidade no dia a dia corporativo.

Nem sempre a dificuldade de se comunicar em inglês está relacionada com a falta de conhecimentos linguísticos sobre o idioma. Muitas vezes, profissionais com níveis avançados em inglês “travam” na hora de se comunicar.

Por isso mesmo, se preparar adequadamente é um passo importante para lidar melhor com conversas em inglês e conseguir ser um bom comunicador também em outro idioma. Vejamos, a seguir, algumas técnicas eficientes.

- Direcione os estudos do idioma para o seu nicho

Otimizar o processo na hora de estudar o inglês é importante. O que isso quer dizer? É preciso direcionar os seus estudos – especialmente os de vocabulário – para o seu nicho.

Se você trabalha com arquitetura, por exemplo, procure aprender as expressões mais comuns à essa área para evitar traduções equivocadas na hora de conversar com as pessoas em inglês.

- Leve em consideração o perfil da sua audiência

Conhecer o seu público antes de uma situação de exposição de fala deve ser sempre uma preocupação, inclusive se você se comunicar em português. No entanto, se o diálogo será em outro idioma, esse cuidado tem uma importância ainda maior.

Ao conhecer o seu público, você poderá definir a sua abordagem, decidindo por uma linguagem mais formal ou informal. Se a situação pede uma comunicação mais formal, você precisará estar por dentro de como se comunicar assim em inglês.

- Pense nas diferenças culturais

Situações de exposição de fala se tratam, em grande parte, de transmitir uma boa imagem. Conhecer as diferenças culturais é importante para falar bem em inglês e evitar cometer gafes.

Muitas vezes, uma expressão que tem um determinado sentido no Brasil pode não ter o mesmo significado em outros países. Se soar ofensivo ou desapropriado, isso prejudicará a sua imagem e, consequentemente, os seus objetivos com essa situação de exposição de fala.

Um treinamento de oratória pode me ajudar?

Sim! Para apresentações em público, reuniões, conferências ou eventos similares que são feitos em inglês, um curso em oratória bilíngue terá um impacto positivo significativo.

Treinamentos bilíngues, além do foco em aspectos como a pronúncia e o vocabulário, são ferramentas importantes para aperfeiçoar o como se fala. Ou seja: conseguir se expressar com fluidez e eficácia em uma língua que não é a nossa.

Sentir-se “travado” na hora de se comunicar em inglês é muito comum. E esse nervosismo acaba influenciando em como organizamos nosso pensamento e, claro, nossa fala.

Começar a se familiarizar e a perder o medo de situações de exposição de fala em inglês é o primeiro passo. Em seguida, será preciso trabalhar aspectos verbais (o conteúdo propriamente dito) e não verbais (expressão corporal e vocal) para uma comunicação completa.

Para saber mais sobre o Treinamento Bilíngue da The Speaker, entre em contato e tire todas as suas dúvidas. Te esperamos!  

 

 

Fonte:

www.thespeaker.com.br

Veja também:

Black Friday: Guia dos melhores rótulos de vinhos
The Speaker
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade