1 evento ao vivo

Como não ser cancelado? 5 dicas práticas da comunicação

Quantas vezes você ouviu a palavra “cancelado” nos últimos meses? Essa parece ser a expressão do momento e que vem causando muitos debates.

18 fev 2021
08h00
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Olá, Speaker!

Quantas vezes você ouviu a palavra “cancelado” nos últimos meses? Essa parece ser a expressão do momento e que vem causando muitos debates em diversos âmbitos – dentro e fora da comunicação.

A dimensão é tão grande que já se fala sobre uma “cultura do cancelamento”, uma forma de punição para quem fala ou faz algo que é contestado pelas outras pessoas, por motivos distintos.  

Ao contrário do que muitos imaginam, ser cancelado não é algo que acontece só pessoas famosas. Hoje, estamos todos muito mais expostos, somos gravados, filmados... e estamos, sim, propensos a sermos cancelados também.

Como não ser cancelado? Há algumas dicas práticas da comunicação que podem ajudar nisso. Veja a seguir!

Foto: Internet

Afinal, o que significa ser cancelado?

Definir o que é “cultura do cancelamento” vem se tornando um desafio para sociólogos, já que os cancelamentos acontecem de formas diferentes e em diversos níveis e contextos.

De maneira geral, ser cancelado significa, por exemplo, deixar de ter o seu produto consumido, seja ele um canal no youtube, uma marca, um perfil nas redes ou, mesmo, deixar de ser seguido por fãs em carreiras artísticas ou esportivas.

Para pessoas não famosas, esse cancelamento acontece da mesma forma, mas em um âmbito mais local: um líder que passa a ser evitado dentro da empresa, um comerciante que deixa de vender, um professor...

Como não ser cancelado? 5 Dicas práticas da comunicação

É preciso destacar: nós, famosos ou não, somos filmados, gravados e expostos nas redes todo o tempo. Uma frase impensada e fora de contexto já pode ser motivo para cancelamento.

Por isso mesmo, é imprescindível seguir alguns cuidados, que estão ligados diretamente à comunicação. Veja a seguir!

1. Ser claro ao se comunicar

Alguns cancelamentos que vemos por aí vêm de atitudes ou opiniões defendidas abertamente. Alguém com uma postura preconceituosa, por exemplo, e que foi cancelado devido a essa postura.

Mas há casos (cada vez mais comuns) de cancelamentos que acontecem por frases mal ditas ou fora de contexto, o que nos leva à importância cada vez maior da clareza ao se comunicar.

Quanto mais claro você for, menos ruídos haverá entre você e a sua audiência. Em outras palavras, você diminui os riscos de que a sua mensagem seja mal compreendida pelos demais.

2. Praticar a escuta ativa

A escuta ativa é outro cuidado importante para evitar o tal do cancelamento. Ao ouvir o outro, não só aprendemos mais sobre histórias e dores diferentes das nossas, como também percebemos as melhores estratégias para definir a nossa abordagem.

“Como assim, Lívia?” Ora, caro speaker, ao entender a sua audiência, você consegue saber qual é a melhor forma de dialogar com ela e ver, por exemplo, se usar o humor é ou não apropriado para este público e contexto específicos.

3. Ter cuidado ao usar o humor

Por falar em humor, é imprescindível ter cuidado ao usar esse recurso. Sim, ele é muito eficiente para vários fins (quebrar o gelo, reter a atenção, dar dinamismo à fala...), mas deve ser usado com cautela.

O que acontece é que há limites para o humor e que esse humor também tem um aspecto cultural. Em uma apresentação para um público estrangeiro, por exemplo, o que seria engraçado aqui no Brasil pode ser até mesmo ofensivo.

4. Aprenda a lidar com o improviso

Um branco. Uma crise de tosse. Um problema de última hora nos slides. Uma pergunta sobre um tema que você não previu. Um convite inesperado para discursar. Nessas horas, o nervosismo aumenta e podemos falar algo do qual nos arrependamos depois.

Uma frase mal elaborada ou uma história inapropriada podem ser motivos para cancelamento. Por isso, aprender a lidar com o improviso, tendo um “assunto-ponte” do qual falar e outras estratégias, é importante.

5. Planeje a sua fala

O planejamento é outro aspecto central: planeje seu conteúdo, sua abordagem. Planeje quais serão os trechos de humor e peça opinião de outras pessoas. Prepare suas transições entre um trecho e outro.

Uma fala bem planejada dá menos margem a problemas que estão fora do script. Sem falar, ainda, que você poderá lapidar o seu conteúdo e sua abordagem até que eles estejam da forma como gostaria – e sem riscos de cancelamento.

 

Não é fácil viver em um mundo com tanta exposição, não é verdade? Por isso, é mais que necessário pensar muitas vezes antes de dizer algo e, claro, praticar a empatia cotidianamente.

Na comunicação, esses cuidados são grandes diferenciais. Uma vez naturalizados no seu dia a dia, serão importantes aliados: não só para evitar o temido cancelamento, mas para você se comunicar cada vez melhor!

Ainda tem dúvidas sobre este ou outros temas ligados à oratória? Fale comigo!

 

Fonte:

https://thespeaker.com.br/comunicacao-assertiva/

Veja também:

Decreto de Bolsonaro obriga postos a informar composição de preços de combustíveis
The Speaker
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade