0

Como lidar com interrupções ou pessoas que não sabem ouvir?

Como agir se o meu público me interrompe a todo o tempo? Saiba tudo neste artigo!

12 fev 2020
07h00
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Olá, Speaker!

Sempre falo por aqui da importância do processo de escuta na comunicação e de como ouvir o outro com atenção é parte chave para criar um vínculo, elaborar uma estratégia de argumentação e tantos outros aspectos ligados às trocas verbais entre as pessoas.

Mas o que fazer quando o outro lado não sabe ouvir? E, pior ainda, faz interrupções a todo o tempo? Quem já passou por isso, especialmente em uma situação de exposição de fala, como uma apresentação em público, sabe o quanto as interrupções prejudicam a organização do raciocínio, não é?

Afinal, depois de ser interrompido uma, duas ou mais vezes, é um desafio colocar a cabeça no lugar e retomar a fala de onde havíamos parado. Por falar em desafio, é também muito difícil manter a paciência em situações assim, principalmente se as interrupções são frequentes.

O que fazer para lidar com tudo isso? Confira algumas dicas aqui!

Foto: Shutterstock

Como agir se o meu público me interrompe a todo o tempo?

Todos os públicos são diferentes e a verdade é que, mesmo conhecendo o perfil da nossa audiência, pode ser que sejamos pegos de surpresa por alguma razão.

Quando digo “público”, não me refiro apenas às pessoas que estão na plateia durante uma apresentação em público, mas a todos aqueles com quem dialogamos em situações de exposição de fala. Por exemplo: em uma reunião entre um profissional e seus clientes, o público será justamente tais clientes. Em uma negociação entre você e um potencial investidor, esse investidor será o seu público.

Seja qual for a sua audiência, há a possibilidade de que aconteçam interrupções e, como comunicador, você precisa saber lidar com elas. Interrupções são, na maioria das vezes, o resultado da dificuldade em saber ouvir.

Vejamos, então, algumas dicas para esses momentos (que podem ser nada agradáveis para nós, comunicadores):

- Reserve um espaço para perguntas e avise o seu público sobre isso. Para EVITAR ter que lidar com interrupções recorrentes, uma estratégia eficiente é avisar ao seu público, logo no início, que haverá um espaço para perguntas ao final da sua fala.

Você pode sugerir que as pessoas façam anotações ao longo da exposição e guardem suas dúvidas ou questionamentos para o final. Isso diminuirá a ansiedade, ao mesmo tempo que é uma forma de reter a atenção de quem tem dificuldade de ouvir os demais.

- Procure manter a paciência. E se, mesmo com a dica anterior, acontecerem interrupções? Bem, nesse caso, lembre-se que de nada adiantará ser rude ou intolerante com as pessoas que estão te interrompendo.

Tente manter a calma e, se as interrupções continuarem frequentes, esclareça que há um tempo no cronograma e que, para respeitar esse tempo, estará aberto a tirar dúvidas após a apresentação ou mesmo em contatos por e-mail ou telefone (se estiver disposto a isso, claro).

- Tenha suas palavras-chave sempre em mãos. Um dos grandes problemas das interrupções do nosso público – e que tornam mais prejudiciais ainda se acontecem de forma frequente – é, sem a menor dúvida, a dificuldade de retomar a nossa fala. Parar, ouvir a interrupção e respondê-la (se for o caso) demanda tempo e é, no fim das contas, uma saída do nosso roteiro.

Por isso mesmo, nas etapas prévias de preparação para a sua situação de exposição de fala (seja ela uma apresentação em público, uma reunião ou outras), procure fazer um roteiro com a sua fala, dividindo-o em tópicos e subtópicos e definindo, para cada um deles, palavras-chaves que possam ser usadas por você. Como elas são curtas e não requerem um tempo extenso de leitura, são estratégias úteis para retomar uma ideia sem ter que perder tempo checando longas anotações.

 

O que é, essencialmente, a comunicação? É uma troca entre pessoas, que podem ter perfis, personalidades e pensamentos bem diferentes entre si. Por isso, seja na nossa vida pessoal ou seja na nossa trajetória profissional, saber lidar com situações desconfortáveis – como as interrupções – faz parte do processo de aprendizado.

Isso significa ter inteligência emocional e lograr o melhor caminho, independentemente do contexto e dos obstáculos que aparecerem nele. Como comunicador, esteja ciente de que poderá lidar com pessoas que não sabem ouvir e que interrompem a todo o tempo e saiba como lidar com isso da melhor forma possível!

 

Fonte:

https://www.thespeaker.com.br/reacao-publico-apresentacoes/

Veja também:

BC corta Selic para 3% ao ano
The Speaker
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade