2 eventos ao vivo

Como criar aberturas criativas, encerramentos marcantes e impulsionar suas apresentações?

Como criar aberturas criativas? E um encerramento marcante, como fazer? Veja agora neste post.

13 mar 2019
07h00
  • separator
  • 0
  • comentários

Olá, Speakers!

Já aconteceu de vocês abrirem algum vídeo na internet e, com poucos segundos, fecharem a aba? Ou, ainda, começarem a ler algum texto e desistirem de seguir com a leitura logo nos primeiros parágrafos? É provável que sim.

Isso acontece porque a introdução é um dos momentos cruciais. Logo nos primeiros minutos, as pessoas podem decidir se continuam ou não assistindo (ou lendo) algo, ou, em outras palavras, se o conteúdo e a abordagem são interessantes e úteis para elas.

De modo similar, o encerramento – de uma fala, de um vídeo, de uma leitura – também tem um papel crucial. Dependendo de como for feito, ele pode, inclusive, prejudicar tudo o que veio antes dele, mesmo que tenha sido algo positivo até então.

No texto de hoje, reuni informações importantes sobre a introdução e a conclusão. Ao final, você terá conhecido técnicas para criar aberturas criativas e encerramentos marcantes, impulsionando suas apresentações e se destacando cada vez mais. Vamos lá?

Foto: Shutterstock

Como criar aberturas criativas?

Você já sabe que, nos primeiros minutos da sua apresentação, pode ganhar ou perder o interesse do público, correto? Mas o que fazer para que uma introdução consiga “fisgar” a atenção das pessoas?

Uma das técnicas mais utilizadas nas boas apresentações é a storytelling, que significa contar uma história. Quando aplicada, geralmente aparece logo na introdução, momento no qual o comunicador começa a falar sobre um personagem, uma experiência ou uma história marcante.

Introduções desse tipo são altamente eficazes. Primeiro, porque despertam a curiosidade das pessoas, interessadas em saber a continuação da história que começou a ser contada. Segundo, porque uma história é capaz de despertar empatia, especialmente quando nos identificamos com o personagem ou a trama, seja qual for a razão.

Outro tipo de abertura criativa é aquele que propõe uma pergunta interessante, relacionada ao tema que será abordado. Novamente, esse tipo de introdução é eficiente porque as pessoas querem saber qual é a resposta para essa pergunta, especialmente se ela consegue ser provocativa e chamativa. Nesse caso, o que se faz é apresentar um problema (uma discussão), falar sobre ele e, ao final, pensar em soluções.

O importante é ter em mente que a introdução é um momento crucial e levar em consideração esse aspecto na hora de decidir como começar a conversar com o seu público, ok? Por isso, fazer um roteiro para a sua apresentação, que englobe introdução, desenvolvimento e conclusão, é fundamental.

E um encerramento marcante, como fazer?

Um encerramento é, muitas vezes, o que as pessoas mais se lembrarão de uma apresentação. Por isso, merece um grande destaque, principalmente quando estamos elaborando a nossa fala e pensando em estratégias para cada uma das etapas.

Ao elaborar a sua conclusão, lembre-se de que ela deve seguir o que você propôs na sua introdução. Vejamos: se você optou pela técnica da storytelling e, logo na introdução, começou a contar a história de um personagem ou mesmo uma experiência que você viveu, o encerramento da apresentação também terá que conter o final dessa história. Afinal, é o que as pessoas estavam esperando, não é?

Por outro lado, se você optou por fazer uma pergunta, que é, na prática, apresentar um problema, a conclusão deverá ser o momento de propor soluções, citando uma ou várias respostas baseadas nos seus conhecimentos, argumentos e naquilo que você realmente acredita.

Para uma conclusão inspiradora, vale a pena apostar num tom mais emotivo, que crie uma conexão com as pessoas da plateia e que consiga fechar com chave de ouro tudo o que você falou ao longo da sua apresentação.

Os momentos finais de uma apresentação são cruciais para que as pessoas decidam ou não agir em relação a algum aspecto, comprar ou não um produto, assimilar ou não uma nova ideia... Como dá para perceber, o encerramento é MUITO importante. Por isso, procure planejá-lo com dedicação, certo?

 

Cada momento de uma apresentação em público tem sua importância. Juntos, eles fazem com que uma fala seja memorável e, por isso mesmo, é preciso tempo e dedicação para planejar cada tópico com calma e eficiência.

 

Fonte:

www.thespeaker.com.br

 

 

The Speaker
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade