0

Como causar uma boa primeira impressão?

Saiba como criar uma boa impressão de si mesmo, principalmente nos momentos mais importantes da sua vida profissional e pessoal.

17 dez 2017
10h24
atualizado em 18/12/2017 às 06h00
  • separator
  • comentários

Speakers! Como vocês estão?

Já ouviram aquele famoso ditado “a primeira impressão é a que fica”?

Não sei se essa regra sempre funciona, mas a verdade é que, quando o assunto são as entrevistas de emprego ou as primeiras reuniões com potenciais clientes, essa sabedoria popular parece ser bastante certa.

Quando fazemos uma entrevista para algum emprego ou estágio ou se vamos nos reunir com pessoas que podem ser nossos futuros clientes, temos praticamente uma única chance de causar uma boa impressão, certo? Às vezes, são poucos os minutos para convencê-los de nossa competência.

A pergunta é: será que transmitir uma boa imagem é questão de sorte ou é possível nos prepararmos para isso?

Assim como acontece na oratória, causar uma primeira impressão positiva é uma habilidade e, logo, é algo que pode ser trabalhado e alcançado através de algumas técnicas, que veremos na nossa conversa de hoje.

Foto: Divulgação

O que as pessoas julgam quando conhecem alguém?

Amy Cuddy, professora de Harvard e especialista em Comunicação, acredita que nós somos julgados com base em dois critérios principais, especialmente no ambiente de trabalho. Esses critérios são a competência e a confiança.

Em outras palavras, quando os outros nos conhecem, fazem, automaticamente, duas perguntas para si mesmas:

- Essa pessoa é confiável?

- Essa pessoa é competente?

Seja nas entrevistas de emprego ou em outras situações da vida profissional, todos nós queremos ser avaliados positivamente, causando uma boa impressão e dizendo, logo de cara, que somos confiáveis e competentes. Certo?

Muitas pessoas pensam que o mais importante é convencer os recrutadores (ou quem estiver envolvido nas entrevistas e reuniões) de que somos competentes. Mas, na verdade, segundo Cuddy, a confiabilidade é o que acaba definindo quem é contratado ou não.

Se você é competente, mas não é confiável, dificilmente conseguirá ter sucesso na sua vida profissional. Por isso, embora a competência seja altamente avaliada nas entrevistas e processos seletivos, Cuddy ensina que essa qualidade é analisada somente após a criação da confiança e da empatia.

Transmitir competência é relativamente fácil, não é mesmo? Você pode mostrar toda a sua experiência através do currículo, pode destacar seus feitos e o sucesso que alcançou em sua trajetória profissional e até mesmo falar sobre prêmios que recebeu ao longo dos anos... Mas como transmitir confiança? Numa entrevista de emprego, é preciso tomar alguns cuidados para não prejudicar a sua imagem quanto à confiabilidade. Veja só:

- Evite falar mal dos seus antigos chefes ou do seu antigo trabalho: na cabeça dos recrutadores, o que você faz em relação ao seu trabalho anterior é o que fará com eles, se for contratado. Portanto, mesmo que sua experiência em outras empresas não tenha sido muito boa, não critique.

- Mantenha contato visual: muita gente subestima a expressão corporal e isso é um grande erro. Não desvie o seu olhar quando conversar com as pessoas! Essa atitude simples (mas superimportante) ajuda a transmitir confiabilidade e segurança.

- Não minta! Parece óbvio, eu sei, mas a tentação de exagerar as nossas qualidades pode ser muito grande nas entrevistas de emprego. Por mais difícil que seja, não cometa esse erro e mantenha-se fiel à sua trajetória. Ser verdadeiro vale mais do que você imagina!

Dicas para causar uma boa primeira impressão

Já sabemos que transmitir confiabilidade é essencial neste momento, mas existem outras técnicas que podemos usar para causar uma boa primeira impressão.

- Ser simpático

A simpatia é uma grande virtude, Speakers! Ao adotarmos uma postura mais simpática, é mais fácil conquistar a empatia dos outros e, assim, temos mais chances de alcançar o objetivo que queremos.

Para ser simpático, é fundamental ter uma boa expressão corporal, sorrindo, apertando as mãos dos outros com firmeza, mantendo a coluna ereta. Dessa forma, além de mostrarmos interesse, pareceremos abertos e comunicativos.

Se, pelo contrário, deixamos o nervosismo vencer, podemos transmitir uma impressão de que somos orgulhosos e até mesmo autoritários ou convencidos.

- Dar atenção à nossa aparência

A aparência não é apenas um detalhe. Vista-se adequadamente, evite exagerar nos perfumes e acessórios e mantenha a higiene em dia. Todos esses cuidados influenciam bastante na primeira impressão que transmitimos e, quando nos esquecemos de algum desses itens, podemos causar uma imagem bastante negativa!

Uma boa aparência significa vestir-se de acordo com o ambiente e mostrar que temos os cuidados necessários com nossa imagem e autoestima. Afinal, se somos desleixados com nosso próprio corpo, por que não seríamos com nosso trabalho, não é mesmo?

- Aprenda a ouvir

Às vezes, pensamos que o principal em entrevistas de emprego ou em reuniões com clientes é falar, correto? No entanto, saber ouvir (e ouvir com atenção) também faz parte do pacote.

Desligue-se do mundo lá fora e concentre-se na sua entrevista ou apresentação. Atentos, conseguimos ouvir o que o outro tem a dizer e isso faz com que seja mais fácil responder da melhor forma possível e criar uma interação realmente boa.

Quando escutamos verdadeiramente, as outras pessoas percebem essa atenção e passam a nos valorizar mais. Isso acontece porque a capacidade de ouvir está diretamente ligada com confiabilidade e nós já sabemos o quanto isso é importante...

- Saiba apresentar-se

Se você já passou por alguma entrevista de emprego, sabe que é muito comum que os recrutadores comecem com o clássico “fale um pouco sobre você”. Saber responder a isso é fundamental para causar uma boa impressão!

Para ter uma boa apresentação pessoal, saiba exatamente o que falar nesses momentos, resumindo de forma clara e interessante a sua trajetória, suas qualidades e projetos. Se você conseguir transmitir tudo isso com poucos minutos (e de um jeito eficaz), causará uma boa impressão!

Pronto! Com essas dicas e cuidados, todos nós seremos capazes de transmitir a imagem que desejamos!

Lembre-se: comunicar-se bem é uma habilidade. Com prática, estudos e força de vontade, tudo isso será mais simples e melhor! Pratique, estude e se esforce. Os resultados serão incríveis! Se tiver alguma dúvida, conte comigo!

Fontes:

www.thespeaker.com.br

http://www.thisisinsider.com/harvard-psychologist-amy-cuddy-how-people-judge-you-2016-1

The Speaker

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade