0

Como agir durante uma conversa difícil?

As conversas difíceis existem e, em algum momento da vida (ou vários), todos nós temos que lidar com elas. Veja como agir.

22 jan 2018
09h15
atualizado às 15h54
  • separator
  • comentários

Olá, Speakers! Tudo bem?

Já imaginaram um mundo onde todas as pessoas se entendem e são capazes de comunicar seus sentimentos, vontades e opiniões sem causar nenhum tipo de discussão ou atrito?

Acompanhando as redes sociais, as manifestações políticas e os comentários em notícias ou fóruns, vemos que esse tal mundo ideal está longe de ser verdade, não é mesmo?

As conversas difíceis existem e, em algum momento da vida (ou vários), todos nós temos que lidar com elas. Por isso, o melhor a se fazer é aprender a encarar essas situações da forma mais positiva possível.

Alguns comunicadores destacam cuidados que devemos ter durante uma conversa delicada. Com a ajuda da comunicação, conseguiremos nos expressar de modo saudável, seja no ambiente de trabalho ou na vida pessoal.

Foto: Hard Talk

 

Aprenda a ouvir (de verdade!)

Muita gente pensa que ouvir os outros com atenção durante uma conversa é apenas uma atitude de educação ou respeito. Obviamente, essa atitude mostra, sim, educação e respeito, mas também é uma ferramenta essencial para uma boa comunicação.

Quando realmente escutamos a outra pessoa, acabamos tendo acesso a pistas sobre ela e sobre seus argumentos. E isso, especialmente em conversas em que o assunto é delicado, é MUITO útil!

Isso acontece porque, ao nos concentrarmos na fala do outro, podemos perceber os pontos que esse outro destaca mais ou menos, além das reações que ele apresenta quando fala sobre determinado assunto. Prestando atenção, também conseguimos identificar aqueles temas que o nosso interlocutor não domina tão bem.

Sabendo tudo isso, teremos mais meios eficazes de planejar a nossa resposta e dar continuidade à discussão, o que pode, inclusive, transformar uma conversa difícil em algo prazeroso – ou, pelo menos, suportável.

Se conhecemos as pessoas com as quais estamos tendo uma conversa difícil, é mais fácil conseguir criar uma comunicação eficiente e, assim, encontrar uma perspectiva que seja boa para todos!

Esteja presente!

Essa dica tem tudo a ver com o que acabamos de abordar. Pode parecer óbvio que, para ouvir com atenção, é necessário estar realmente presente na conversa, não é mesmo? Mas não é sempre que conseguimos manter o foco, mesmo que o assunto seja importante.

Vou fazer uma pergunta: quantas vezes vocês já se distraíram olhando as notificações do celular enquanto conversavam com outras pessoas?

Hoje em dia, está cada vez mais difícil desconectar das redes e concentrar na comunicação face a face. E isso faz com que uma conversa difícil se torne ainda mais delicada.

Pensando nisso, procure sempre desligar-se de tudo o que não está relacionado ao momento presente, dessa forma, você conseguirá ser mais autêntico e não perderá nenhum detalhe importante da conversa.

Uma boa dica é desligar o telefone e computadores minutos antes da tal conversa importante. Nesse tempo, procure descansar a sua mente para que ela deixe de se preocupar com outras coisas e esteja focada apenas em ouvir e se comunicar positivamente com o outro.

Defina quais são os seus objetivos!

Antes de estar frente a frente com a pessoa com quem você vai conversar, estabeleça quais são os seus objetivos para essa conversa. Você deseja convencer alguém sobre algo? Você quer criar um consenso entre os envolvidos?

Todo e qualquer tipo de comunicação tem um objetivo. Nas apresentações em público, por exemplo, os comunicadores devem ter bem claro o que eles querem transmitir para o público.

Quando você conversa com as pessoas, essa clareza também tem que estar presente. Se, na hora de falar, você não sabe o que quer transmitir, as chances de a conversa ser ineficaz são altíssimas.

Planeje, crie argumentos, esteja preparado para responder possíveis questionamentos. Ao fazer isso, além de se sentir menos nervoso (e mais confiante), você terá mais sucesso e mais possibilidades de alcançar o que quer.

Mantenha a cabeça aberta!

Speakers, um dos grandes temas de discussão esse ano foi a intolerância. Vocês provavelmente perceberam que, em alguns momentos, parece que as pessoas têm perdido a capacidade de aceitar opiniões que divergem das suas, mantendo a cabeça bem fechada para tudo o que é novo.

Numa conversa difícil, essa atitude pode ser bem prejudicial. Comunicar é, na prática, trocar pontos de vista, apresentar argumentos e conhecer outras formas de encarar a realidade.

Então, uma dica para se sair bem numa conversa difícil é: mantenha a cabeça aberta! Só assim você poderá conhecer os argumentos das outras pessoas e, se não concordar com eles, terá as ferramentas para mostrar os seus próprios pensamentos e opiniões.

Ninguém gosta de admitir, mas, em alguns momentos, somos nós quem tornamos uma conversa difícil, simplesmente porque não aceitamos o fato de que podemos cometer erros.

Ao abrir a mente e aceitar a possibilidade de que o outro está certo (e não você), uma conversa delicada acaba se transformando em algo útil para o seu crescimento, seja no trabalho ou em qualquer momento de sua vida.

Se, por outro lado, você está com a razão, manter a cabeça aberta (e a intolerância bem longe!) ajuda a entender o pensamento do outro, o que facilita na hora de mostrar a ele outras opiniões e convencê-lo sobre as melhores soluções para os problemas discutidos, colocando fim numa discussão que poderia render e prejudicar a vida de todos.

 

Esses quatro passos são bastante úteis para todos nós e, quando colocados em prática, contribuem para uma vida com menos estresse. Para manter a paz e diminuir a dificuldade das “conversas difíceis”, nunca se esqueça: é melhor ter pequenas conversas ao longo do tempo do que juntar tudo em uma grande discussão!

Não deixe os problemas se acumularem e sempre opte por pequenas conversas difíceis. Acredite em mim: ainda que delicados, esses momentos de sinceridade nos poupam de situações bastante complicadas no futuro! Boa sorte!

 

Fontes:

www.thespeaker.com.br

https://hbr.org/2017/02/in-a-difficult-conversation-listen-more-than-you-talk

 

The Speaker

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade