6 eventos ao vivo

10 técnicas básicas de oratória que você precisa conhecer

há algumas técnicas básicas de oratória que é preciso conhecer e desenvolver para aprimorar sua fala.

23 mar 2020
09h00
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Speaker! Tudo bem? Espero que sim!

Para começar a aprimorar a forma como você se comunica com os demais no seu dia a dia e também como lida com situações de exposição de fala, há algumas técnicas básicas de oratória que é preciso conhecer e desenvolver.

Tais técnicas influenciam tanto no conteúdo que você transmite – a sua fala em si – quanto na forma como você se expressa, lapidando, assim a dinâmica falada e não falada, que fazem parte de toda interação comunicacional.

Quais são essas técnicas básicas? Siga a leitura e confira!

Foto: Shutterstock

1. Defina o objetivo principal da sua apresentação

Todo processo comunicacional tem um objetivo que o permeia. Entender qual é a sua intenção ao dialogar com o outro, especialmente em situações de exposição de fala, como as apresentações, é o que permitirá definir as melhores estratégias para atingir suas metas.

2. Pense em um conteúdo rico em informações relevantes

Falar mais-do-mesmo definitivamente não é a melhor opção para chamar e reter a atenção das pessoas. Assim, elabore um conteúdo rico em informações relevantes. Se você está se preparando para apresentar um PITCH, por exemplo, escolha apenas o que considerar interessante, evitando, assim, “poluir” a sua fala com o que soma pouco ou nada.

3. Organize o conteúdo de uma maneira fácil de lembrar

Em situações de exposição de fala, lidar com o nervosismo é um desafio. Por isso mesmo, organizar o conteúdo de uma maneira fácil de memorizar é importante, já que ler a sua fala não é a melhor ideia. Dividir o conteúdo em tópicos e estabelecer uma palavra-chave para cada um deles é uma ferramenta útil, assim como usar a sequência introdução-desenvolvimento-conclusão para que todo o conteúdo esteja relacionado entre si.

4. Liberte-se da máscara da neutralidade

Permanecer neutro o tempo todo é altamente prejudicial para se comunicar com as pessoas. Seja expressivo! Demonstre suas emoções, especialmente ao abordar trechos mais emotivos. Sobre as expressões faciais, é indispensável garantir que exista uma harmonia entre elas e o que se fala. Se é para sorrir, sorria!

5. Não use os slides como muletas

Slides podem ser bons aliados em apresentações em público, desde que utilizados da maneira correta. Os slides não devem ser as “muletas” da sua apresentação, isto é, não devem ser o que sustenta o seu conteúdo. Eles nada mais são do que um plus, uma ferramenta a mais para transmitir um conteúdo. Na hora de elaborar os slides, é preferível usar imagens. Se optar por textos, use frases curtas (como títulos).

6. Saiba gesticular com eficiência

A gesticulação adequada é outra técnica que merece estar na nossa lista. Se usados de forma incorreta, os gestos podem ser bastante prejudiciais à sua performance. Gesticular excessivamente demonstra nervosismo e interfere na imagem pessoal que se transmite. Não gesticular, permanecendo com as mãos no bolso, por exemplo, passa a imagem de pouco entusiasmo e tédio. Cuidado!

7. Aplique pausas intencionais

É preciso p-a-u-s-a-r. O uso dos silêncios intencionais enriquece uma exposição oral, já que cumpre uma grande quantidade de fins. Entre eles, podemos destacar: enfatizar determinado trecho, dar um tempo para que a audiência assimile uma informação importante e, sobretudo, aumentar a emotividade da sua fala.

8. Fuja dos vícios de linguagem

“Ahhh”, “Né?”, “E aí”, “Ok?” e tantas outras expressões aparentemente inocentes podem fazer um mal enorme a uma fala quando usadas repetidamente. Ao aparecerem em excesso, elas se transformam em vícios de linguagem, que poluem o seu conteúdo e “roubam” a atenção do público. Além disso, os vícios interferem na sua imagem, minando a confiança que transmite aos demais.

9. Interaja com o seu público

Muitas vezes, estamos TÃO focados no nosso conteúdo que nos esquecemos de que, na plateia, há pessoas e individualidades. Interagir com o público é uma forma de humanizar os processos comunicacionais, rompendo com a falsa ideia de que a comunicação é unilateral. Pequenos exercícios de interação podem ser altamente eficientes. Como exemplos, estão quizes e ações similares.

10. Emocione!

Um conteúdo excelente pode passar despercebido se não causar emoção. Por isso mesmo, encontre maneiras de emocionar a sua audiência, aumentando, assim, o seu poder de persuasão. Nesse sentido, a storytelling – ou “contar uma história” – é uma estratégia super eficaz. Aprenda a construir narrativas envolventes e verá a diferença em suas próximas interações!

 

Fonte:

https://thespeaker.com.br/escrever-ensaiar-discurso/

Veja também:

Black Friday: Guia dos melhores rótulos de vinhos
The Speaker
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade