0

Vendas de combustíveis no Brasil atingem máxima do ano em agosto, diz ANP

2 out 2017
14h21
atualizado às 14h55
  • separator
  • comentários

As vendas de combustíveis no Brasil em agosto atingiram 76,15 milhões de barris, alta de 2,16 por cento na comparação com o volume registrado em igual mês do ano passado, segundo dados divulgados nesta segunda-feira pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Preços da gasolina em posto de combustíveis no Rio de Janeiro, Brasil
05/02/2016
REUTERS/Ricardo Moraes
Preços da gasolina em posto de combustíveis no Rio de Janeiro, Brasil 05/02/2016 REUTERS/Ricardo Moraes
Foto: Reuters

A quantidade mensal foi a maior do ano até agora. Até então, março havia registrado o maior volume de vendas, com 74,51 milhões de barris.

O mercado de combustíveis no Brasil é dominado por empresas como BR Distribuidora, da Petrobras, Raízen (joint venture com Cosan e Shell) e Ipiranga, do Grupo Ultra.

No acumulado do ano até agosto, porém, as vendas alcançam 562,67 milhões de barris, queda de 0,4 por cento na comparação anual.

Por produto, a ANP informou que a comercialização de óleo diesel em agosto alcançou 31,51 milhões de barris, acima dos 30,84 milhões de barris de igual mês do ano passado.

Nos oito primeiros meses, as vendas do combustível estão em 227,21 milhões de barris, queda de 0,4 por cento frente igual momento do ano passado.

No caso da gasolina C, as vendas em agosto cresceram 5,51 por cento, para 23,50 milhões de barris, acumulando no ano 188,07 milhões de barris (alta de 7,2 por cento).

Já o etanol hidratado, concorrente direto da gasolina C, amarga vendas menores na comparação anual. Mas apresentou recuperação ante julho, subindo 12,4 por cento e registrando o maior volume do ano.

Em agosto, a comercialização foi de 7,33 milhões de barris de etanol hidratado (queda de 13,71 por cento, na comparação com o mesmo mês de 2016), e no acumulado de 2017, de 50,52 milhões de barris (recuo de 18,8 por cento).

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade