1 evento ao vivo

Usiminas projeta investimentos de R$ 800 mi e despesas financeiras de R$ 387 mi

26 jul 2019
09h42
  • separator
  • 0
  • comentários

A Usiminas anunciou projeções para investimentos e despesas financeiras líquidas para o ano de 2019. O primeiro guidance é de R$ 800 milhões, um aumento sobre o realizado em 2018, que foi de R$ 462,7 milhões. Em fevereiro a companhia havia informado que elevaria o nível de capex, mas que ainda não tinha o número.

A maior parte desse investimento se dará no segundo semestre deste ano, já que no primeiro semestre foram investidos R$ 194 milhões, sendo R$ 105 milhões no segundo trimestre, 19% a mais que no primeiro.

Quanto às despesas financeiras líquidas a meta é de R$ 387 milhões. No primeiro semestre, o resultado financeiro foi uma despesa de R$ 219,538 milhões.

O lucro líquido da Usiminas no segundo trimestre de 2019, de R$ 171 milhões, superou em 32% a estimativa de analistas de R$ 129,5 milhões para o período. A projeção é uma média dos dados de seis casas (Santander, Itaú BBA, Safra, XP Investimentos, BB Investimentos e Bradesco BBI) consultadas pelo Prévias Broadcast.

O Ebitda ajustado registrado no período, de R$ 576 milhões, ultrapassou em 5,9% os R$ 544 milhões projetados pelas casas.

Já a receita veio em linha com as projeções, com R$ 3,694 bilhões no período contra R$ 3,795 bilhões projetados pelos analistas.

As vendas de aço da Usiminas também vieram dentro das estimativas das casas. O total vendido no trimestre foi de 1,059 milhão de toneladas, enquanto analistas projetavam 1,062 milhão de toneladas no período.

O Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, considera que o resultado está em linha com as projeções quando a variação para cima ou para baixo é de até 5%.

Investimentos

A Usiminas cortou em R$ 200 milhões (20%) sua perspectiva de investimento para o ano de 2019. No primeiro trimestre deste ano, a diretoria havia informado a estimativa de investir R$ 1 bilhão em 2019, além da intenção de manter este patamar nos próximos três anos. Nesta manhã de sexta-feira, 26, entretanto, a companhia divulgou que investirá um total de R$ 800 milhões.

Em entrevista no início do ano ao Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, para comentar os números do primeiro trimestre, o diretor presidente da Usiminas, Sergio Leite de Andrade, afirmou que, caso a economia brasileira continuasse a patinar e crescer apenas 1% ao ano, a empresa poderia se ver obrigada a rever suas projeções de investimento para 2020 em diante. Na ocasião, o presidente descartou revisões em 2019 decorrentes de uma economia enfraquecida.

O Capex da empresa de 2016 até 2018 ficou na casa dos R$ 500 milhões ao ano. Porém, no balanço divulgado nesta sexta-feira, a empresa destacou que os indicadores da atividade econômica apontam ritmo bem abaixo do esperado para este início de ano.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade