0

USDA prevê menor safra de milho nos EUA em 4 anos

11 jun 2019
14h55
  • separator
  • comentários

Chicago, 11 - O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) reduziu fortemente sua estimativa para a produção doméstica de milho em 2019/20. Em seu relatório mensal de oferta e demanda, publicado nesta terça-feira, 11, o governo dos EUA cortou a projeção de 15,03 bilhões para 13,68 bilhões de bushels (381,76 milhões para 347,47 milhões de toneladas), o que representaria o menor volume desde a temporada 2015/16. Analistas consultados pelo Wall Street Journal projetavam um corte menor, para 13,903 bilhões de bushels (353,14 milhões de toneladas). A forte redução se deve às chuvas e alagamentos no Meio-Oeste, que atrapalharam bastante o plantio.

A previsão de rendimento foi reduzida de 176 para 166 bushels por acre (11,05 para 10,42 toneladas por hectare), ante expectativa de analistas de 170,3 bushels por acre (10,69 toneladas por hectare).

Quanto à soja, a estimativa de produção foi mantida em 4,15 bilhões de bushels (112,96 milhões de t), enquanto o mercado esperava 4,092 bilhões de bushels (111,38 milhões de t). A projeção de rendimento também ficou sem alteração, em 49,5 bushels por acre (3,33 toneladas por hectare). O mercado projetava 48,7 bushels por acre (3,28 toneladas por hectare).

O USDA também elevou sua previsão para a safra de trigo nos EUA em 2019/20, de 1,897 bilhão para 1,903 bilhão de bushels (51,63 milhões para 51,80 milhões de t), enquanto os analistas esperavam 1,891 bilhão de bushels (51,47 milhões de t).

Quanto aos estoques domésticos de soja ao fim da temporada 2019/20, o USDA aumentou sua estimativa de 970 milhões para 1,045 bilhão de bushels (26,40 milhões para 28,44 milhões de t). O mercado previa uma elevação menor, para 987 milhões de bushels (26,86 milhões de t).

Para o milho, a projeção de estoques finais em 2019/20 foi cortada de 2,485 bilhões para 1,675 bilhões de bushels (63,12 milhões para 42,55 milhões de t). Os analistas projetavam 1,731 bilhão de bushels (43,97 milhões de t).

A previsão para estoques domésticos de trigo em 2019/20 passou de 1,141 bilhão para 1,072 bilhão de bushels (31,06 milhões para 29,18 milhões de t), enquanto o mercado previa uma redução menor, para 1,115 bilhão de bushels (30,35 milhões de t). Fonte: Dow Jones Newswires.

Estadão
  • separator
  • comentários
publicidade