2 eventos ao vivo

Trump indica Clarida e Bowman para diretoria do banco central

16 abr 2018
15h59
  • separator
  • comentários

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta segunda-feira que nomeará Richard Clarida, um economista que aconselha a administradora de fundos Pimco, e Michelle Bowman, uma reguladora bancária de Kansas, para duas posições importantes do Federal Reserve.

Se eles forem confirmados pelo Senado dos EUA, Clarida ocupará o posto de vice-chair do banco central dos EUA, e Bowman se tornará parte da diretoria, de acordo com um comunicado da Casa Branca.

O posto de vice-chair, vago desde que Stanley Fischer deixou o cargo em outubro, é considerado uma das posições mais influentes do Fed, em conjunto com o chair e o chefe do Fed de Nova York.

Clarida, professor da Universidade de Columbia que trabalhou como diretor e analista de política monetária na Pacific Investment Management Co., é visto como alinhado ideologicamente com o atual chair do Fed, Jerome Powell, que é considerado centrista em círculos de banco central.

Clarida tem argumetnado que o Fed provavelmente não será capaz de aumentar a taxa de juros tanto quanto em ciclos anteriores, mas também alertou em dezembro que investidores podem estar "um pouco relaxados demais" sobre a ameaça de alta da inflação.

Bowman, comissário do banco do Estado do Kansas desde 2017, deve assumir a posição no Fed reservada para alguém com experiência de banco comunitário.

Este assento permanece vago desde 2014, quando o Congresso dos EUA aprovou uma lei exigindo que o Fed reservasse um posto de sua diretoria para alguém com experiência em banco comunitário.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade