0

Trump diz que Rússia e China estão "jogando com desvalorização cambial"

16 abr 2018
11h11
atualizado às 12h29
  • separator
  • comentários

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, acusou nesta segunda-feira a Rússia e a China de desvalorizarem suas moedas enquanto os EUA elevam a taxa de juros.

Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, durante pronunciamento na Casa Branca 13/04/2018 REUTERS/Yuri Gripas
Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, durante pronunciamento na Casa Branca 13/04/2018 REUTERS/Yuri Gripas
Foto: Reuters

"A Rússia e a China estão jogando com a desvalorização cambial, já que os EUA continuam aumentando a taxa de juros. Não é aceitável", disse Trump no Twitter.

O tuíte de Trump se referia ao que ele vê como vantagens comerciais injustas: se a moeda de um país é artificialmente baixa, suas exportações são mais competitivas. A taxa de juros mais alta nos EUA geralmente aumentaria o valor do dólar, tornando as exportações dos EUA mais caras.

Desde que Trump assumiu o cargo, em janeiro de 2017, o dólar se enfraqueceu substancialmente contra a maioria das moedas, incluindo o iuane chinês e, até que os EUA impusessem sanções à Rússia nas últimas semanas, o rublo.

Em relação ao iuane, o dólar caiu 8,6 por cento desde 20 de janeiro de 2017, enquanto se valorizou 4,5 por cento em relação ao rublo. Até que os EUA anunciassem sanções aos oligarcas russos no início deste mês, no entanto, o dólar havia se enfraquecido quase 4 por cento em relação à moeda russa. Esse ganho foi totalmente eliminado por uma queda de dois dias de 8,4 por cento no rublo em 9 e 10 de abril.

Mais amplamente, o índice do dólar norte-americano, que mede o valor do dólar norte-americano em comparação com uma cesta de moedas, recuou 11,2 por cento desde que Trump se tornou presidente.

O Tesouro dos EUA, em relatório semestral publicado na sexta-feira, absteve-se de nomear os principais parceiros comerciais como manipuladores de moeda, enquanto busca possíveis tarifas e negociações para tentar cortar enorme déficit comercial com a China.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade