PUBLICIDADE

Trabalhadores de petróleo e gás da Noruega encerram greve após intervenção do governo

5 jul 2022 - 16h51
Ver comentários

O governo norueguês interveio nesta terça-feira para encerrar uma greve no setor de energia que havia reduzido a produção de petróleo e gás do país, disseram um líder sindical e o Ministério do Trabalho da Noruega.

Trabalhadores da indústria de petróleo e gás offshore da Noruega entraram em greve por salários nesta terça-feira, o primeiro dia de uma ação planejada que ameaçou cortar as exportações de gás do país em quase 60% e acentuar a escassez de oferta ligada à guerra na Ucrânia.

"Os trabalhadores estão voltando ao trabalho o mais rápido possível. Estamos cancelando a escalada planejada", disse o líder sindical de Lederne, Audun Ingvartsen, à Reuters. Questionado se a greve acabou, ele disse: "Sim".

O Ministério do Trabalho confirmou separadamente que exerceu o seu direito de intervenção.

"Quando o conflito pode ter consequências tão terríveis para toda a Europa, não tenho escolha a não ser intervir no conflito", disse o ministro do Trabalho, Marte Mjoes Persen, em comunicado.

Até o próximo sábado, a greve reduziria as exportações diárias de gás em 1,117 milhão de barris de óleo equivalente (boe), ou 56% do volume diário, enquanto 341 mil barris de petróleo teriam sido perdidos, disse a associação Norwegian Oil and Gas (NOG, na sigla em inglês).

A demanda está em alta para o petróleo e gás da Noruega, o segundo maior fornecedor de energia da Europa depois da Rússia, já que o país é visto como um fornecedor confiável e previsível, especialmente diante do fechamento do gasoduto Nord Stream 1 da Rússia para manutenção, a partir de 11 de julho, por 10 dias.

O preço do gás no atacado do Reino Unido para entrega no dia seguinte saltou quase 16%, embora o preço do petróleo Brent tenha caído quando os temores de uma recessão global superaram as preocupações com a interrupção do fornecimento, incluindo a greve na Noruega. [O/R]

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade