1 evento ao vivo

Suco de laranja: safra maior no Brasil deve puxar recuperação do estoque

17 jun 2019
14h25
  • separator
  • comentários

São Paulo, 17 - A expectativa de aumento de oferta de suco de laranja no Brasil em 2019/20 deve pressionar as cotações da laranja spot ao longo da safra e trazer um alívio nas negociações de contratos para a safra seguinte. A avaliação é do Rabobank, em relatório trimestral sobre commodities. Segundo o banco, "uma safra maior no Brasil deve impulsionar a oferta de suco de laranja em 2019/20, favorecendo a recuperação dos estoques por parte da indústria e a expansão da produção de NFC dentro das limitações estruturais de capacidade de produção e logística para exportação".

O Rabobank salienta que as cotações globais do suco também devem permanecer pressionadas com aumento de oferta e fraca demanda nos mercados desenvolvidos. Por enquanto, os preços na Europa se sustentam ao redor de 1.900 dólares a tonelada. Nos Estados Unidos, dados da AC Nielsen apontam para queda no consumo de suco de laranja nos primeiros quatro meses de 2019.

O Fundecitrus anunciou em 10 de maio a sua primeira estimativa para a safra de laranja 2019/20 em São Paulo e no triângulo mineiro. A produção esperada no levantamento é de 389 milhões de caixas, o que representa um aumento de 36% em comparação com a safra 2018/19. O Rabobank observa que as informações preliminares apontam para uma safra de boa qualidade em 2019/20, mas ainda é cedo para afirmar sobre o rendimento da fruta. Se a qualidade for boa, com o volume projetado, a indústria conseguirá uma produção elevada, repondo os estoques em níveis maiores e sustentando produção elevada de NFC. "As condições climáticas nos próximos meses serão chave para confirmar o tamanho e qualidade da safra 2019/20 no Brasil", conclui o Rabobank.

Estadão
  • separator
  • comentários
publicidade