PUBLICIDADE

Senado adia votação da PEC dos Precatórios no plenário

Governo ainda negocia mudanças para garantir um placar com margem que assegure o quórum necessário para aprovar o texto

30 nov 2021 20h47
| atualizado às 21h55
ver comentários
Publicidade
Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, em Brasília
05/11/2021 REUTERS/Adriano Machado
Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, em Brasília 05/11/2021 REUTERS/Adriano Machado
Foto: Reuters

O Senado deixou para quarta-feira, 1º, a votação da PEC dos Precatórios no plenário. O governo ainda negocia mudanças para garantir um placar com margem que assegure o quórum necessário para aprovar o texto, ou seja, 49 votos favoráveis em dois turnos.

O presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), anunciou que a PEC será o primeiro item da pauta do plenário amanhã, antes da votação das indicações de autoridades. A sessão só deve começar após a sabatina do ex-ministro André Mendonça, indicado ao Supremo Tribunal Federal (STF), na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Com atrasos no radar, Pacheco também incluiu a PEC na pauta de quinta-feira, 2.

Estadão
Publicidade
Publicidade