1 evento ao vivo

Rússia diz que produção de petróleo pode voltar a crescer antes do fim do ano

20 abr 2018
10h36
atualizado às 11h12
  • separator
  • 0
  • comentários

Os produtores de petróleo da Opep e aliados poderiam começar a elevar a produção antes do final do ano, disse o ministro de Energia da Rússia, Alexander Novak, em contraste com um comentário recente da Arábia Saudita.

Membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e parceiros liderados pela Rússia reduziram a produção em 1,8 milhão de barris por dia (bpd) desde janeiro de 2017, sob um acordo que deve ser concluído até o final deste ano.

O acordo ajudou a elevar os preços do petróleo para acima de 74 dólares o barril, o maior patamar desde novembro de 2014, e reduzir os estoques nos países industrializados da OCDE quase de volta à média móvel de cinco anos.

O Comitê de Monitoramento Ministerial Conjunto da Opep e Aliados (JMMC), que monitora o acordo, se reuniu nesta sexta-feira em Jeddah, na Arábia Saudita, antes de uma reunião marcada pela Opep em Viena em junho.

"O acordo dura até o final do ano. Em junho, podemos discutir, entre outras questões, uma sobre a redução de algumas cotas durante este período, se for conveniente do ponto de vista do mercado", disse Novak antes da reunião do JMMC, informou a agência de notícias TASS.

Ainda assim, fontes familiarizadas com a reunião disseram à Reuters que Novak disse a seus colegas em uma reunião a portas fechadas que Moscou estava comprometida com o acordo de corte de produção até o final de 2018.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade