0

Rompimento de barragem da Vale atinge comunidade em MG

25 jan 2019
14h38
atualizado às 14h49
  • separator
  • comentários

Uma barragem da mina de ferro de Feijão, da Vale, rompeu-se no município de Brumadinho (MG), no início da tarde desta sexta-feira, atingindo parte da comunidade da Vila Ferteco e a área administrativa da companhia, informou a mineradora.

Ainda não há confirmação se há feridos no local, disse a Vale, após relatos não confirmados dos bombeiros sobre vítimas. Imagens da TV Record mostraram os bombeiros resgatando ao menos três pessoas da lama.

O caso de Brumadinho ocorre mais de três anos depois de uma barragem de rejeitos de mineração da Samarco, joint venture da Vale e da BHP, ter se rompido em Mariana (MG), matando 19 pessoas e causando o pior desastre ambiental do Brasil.

A Vale, maior produtora global de minério de ferro, afirmou que acionou o Corpo de Bombeiros e ativou o seu Plano de Atendimento a Emergências para Barragens.

"A prioridade total da Vale, neste momento, é preservar e proteger a vida de empregados e de integrantes da comunidade", disse a mineradora.

Diversas autoridades estaduais estão no local, como Corpo de Bombeiros e Defesa Civil. Imagens aéreas enviadas pelo Corpo de Bombeiros mostraram grande quantidade de lama em meio à vegetação.

A população local disse ainda que restaurante e oficinas teriam sido soterrados.

A Prefeitura de Brumadinho pediu que a população mantenha a distância do leito do Rio Paraopeba.

"Estão evacuando todas a pessoas que moram perto do rio. A lama ainda não chegou lá. A barragem fica a 10 quilômetros da cidade. A gente que tem família nessa parte esta preocupada, mas ainda não temos informação de vítimas", disse funcionaria da Defesa Civil em Brumadinho, Eliane Pena.

O Instituto Inhotim, um dos maiores centros de arte ao ar livre da América Latina e localizado em Brumadinho, foi esvaziado por segurança por causa do rompimento, informou o instituto em nota no Twitter.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • comentários
publicidade