1 evento ao vivo

Protesto de caminhoneiros para 8 unidades de carnes; mais 30 devem parar, diz ABPA

22 mai 2018
17h50
  • separator
  • 1
  • comentários

Oito unidades produtoras de carne suína e de aves do Brasil estão paradas devido a problemas decorrentes dos protestos de caminhoneiros iniciados na segunda-feira, afirmou à Reuters o vice-presidente e diretor de Mercados da Associação Brasileira da Proteína Animal (ABPA), Ricardo Santin.

Segundo ele, os protestos têm impedido a chegada de ração para as criações, a retirada de carnes dos armazéns das fábricas e também a chegada de animais para abate.

A maior parte das paralisações, que estão sendo registradas em vários Estados do Brasil, afeta as operações da indústria de aves, disse ele.

Santin explicou que o setor sentiu tão rapidamente os impactos da greve dos caminhoneiros porque está trabalhando com elevados estoques de carnes em função de recentes embargos da União Europeia.

De outro lado, a indústria tem trabalhado com baixos estoques de ração, devido ao alto custo do milho.

"Todo o sistema está comprometido, não tem como girar, o cara tem que parar a planta", afirmou.

Ele disse que as exportações de carne do Brasil, maior exportador global de carne de frango, serão impactadas negativamente pelos protestos, mas preferiu não fazer estimativas.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 1
  • comentários
publicidade