PUBLICIDADE

Prorrogado o prazo de vacinação contra a febre aftosa para 31 de dezembro

29 nov 2021 14h20
ver comentários
Publicidade

São Paulo, 29 - O Ministério da Agricultura (Mapa) prorrogou o prazo de vacinação do gado bovino e bubalino contra a febre aftosa a pedido da Federação da Agricultura do Estado de São Paulo (Faesp), informou nesta segunda-feira, 29, a entidade. "A segunda etapa da campanha de imunização contra a febre aftosa no Estado de São Paulo começou em 1º de novembro e terminaria dia 30 (terça-feira). O novo prazo, conforme comunicado divulgado hoje pelo Mapa, passou para 31 de dezembro", disse a Faesp. A alegação é de que produtores paulistas encontram dificuldade para comprar as vacinas.

Em nota, o presidente da Faesp, Fábio de Salles Meirelles, disse que a entidade soube por sindicatos rurais que muitos produtores não conseguiram adquirir vacinas em razão da falta do produto nos postos de revenda.

A federação também recebeu informes de que a vacina subiu de preço. "Na campanha passada, a Faesp apurou um teto de R$ 1,60 a dose. Houve informações de produtores pagando até mais de R$ 2,00 por dose." Em Araçatuba, médios e grandes produtores foram abastecidos no começo da campanha. Mas não havia disponibilidade de frascos com poucas doses, o que dificultou a vida dos pequenos produtores, disse a Faesp.

O último foco de febre aftosa no Estado ocorreu há 26 anos.

Estadão
Publicidade
Publicidade