2 eventos ao vivo

Projeto sobre distribuidoras da Eletrobras terá Jucá como relator na CCJ do Senado

15 ago 2018
15h09
atualizado às 18h30
  • separator
  • 0
  • comentários

O senador Romero Jucá (MDB-RR) foi definido nesta quarta-feira como relator de um projeto sobre a privatização de distribuidoras de energia da Eletrobras na Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) do Senado, onde a matéria ainda deverá passar por mais duas comissões.

Homem passa por torres de energia em Brasília, Brasil
31/08/2017
REUTERS/Ueslei Marcelino
Homem passa por torres de energia em Brasília, Brasil 31/08/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino
Foto: Reuters

O projeto, que soluciona passivos de distribuidoras da Eletrobras no Norte e Nordeste junto a fundos do setor elétrico, é visto pelo governo e por especialistas como crucial para atrair interessados nas empresas, que são fortemente deficitárias.

O governo já agendou para 30 de agosto o leilão de privatização de quatro dessas distribuidoras, que operam no Acre, Amazonas, Roraima e Rondônia.

A Cepisa, que atende o Piauí, foi vendida no mês passado à Equatorial Energia, enquanto a Ceal, do Alagoas, teve a negociação proibida por uma decisão liminar do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF) após ação do governo alagoano.

O projeto sobre as distribuidoras também passará pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, onde terá como relator o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), pai do ex-ministro de Minas e Energia Fernando Coelho Filho.

Outra comissão que deverá analisar o projeto é a de Infraestrutura (CI), que ainda não definiu relator para a matéria.

Em meio à tramitação do projeto, a equipe responsável pelo leilão das distribuidoras já avalia a possibilidade de suspender o certame agendado para 30 de agosto, caso o texto sobre as empresas não seja deliberado a tempo pelo Senado, conforme publicado pela Reuters com informação de uma fonte.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade