0

Presidente da comissão especial da Previdência quer votar proposta até junho

30 abr 2019
14h52
  • separator
  • 0
  • comentários

O presidente da comissão especial que discute a reforma da Previdência, Marcelo Ramos (PR-AM), afirmou nesta terça-feira que ainda acertará um cronograma com partidos, mas que terá como base um horizonte de votação em junho no colegiado.

Deputado Marcelo Ramos, em sessão  25/4/ 2019 REUTERS/Adriano Machado
Deputado Marcelo Ramos, em sessão 25/4/ 2019 REUTERS/Adriano Machado
Foto: Reuters

Ramos, que esteve reunido com o relator da Proposta de Emenda à Constituição (PEC), deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), na manhã desta terça-feira, lembrou que a elaboração do relatório deve ser atrelada à construção de uma maioria que possibilite sua aprovação no plenário da Casa.

"Nós definimos um cronograma de sugestão para apresentar aos coordenadores (de bancada) na próxima terça-feira e esse cronograma prevê audiências públicas durante o mês de maio e a partir de junho já o debate do conteúdo da matéria", disse o presidente da comissão.

Segundo ele, o cronograma foi rascunhado tendo como base a estimativa do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), de votar a PEC no plenário da Casa em julho.

"Se ele (Maia) quer votar no plenário em julho nós vamos montar todo o nosso cronograma para terminar os trabalhos em junho", afirmou Ramos.

"A coordenação natural dos trabalhos é para isso. E para a gente ter o parecer na primeira semana de junho e a partir daí que a gente tenha um tempo... quase mais de dez reuniões na comissão para discutir com maturidade", afirmou, acrescentando que não pretende impor prazo algum para o relator.

Ramos tem a intenção de promover 11 audiências públicas na comissão, que deve reunir-se três vezes por semana, e acha imprescindível ouvir a equipe econômica.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade