PUBLICIDADE

Preços do petróleo têm forte alta com estoques nos EUA caindo diante de mercados apertados

20 out 2021 17h51
| atualizado às 17h54
ver comentários
Publicidade

Os preços do petróleo subiram nesta quarta-feira, depois que os estoques de petróleo dos Estados Unidos, no maior local de armazenamento do país, atingiram sua mínima em três anos e os estoques de combustível caíram bruscamente, um sinal de aumento da demanda.

Bomba de petróleo na bacia de Permian, Loving County, Texas. 
25/11/2019 
REUTERS/Angus Mordan
Bomba de petróleo na bacia de Permian, Loving County, Texas. 25/11/2019 REUTERS/Angus Mordan
Foto: Reuters

Os futuros do petróleo Brent fecharam em 85,82 dólares o barril, um ganho de 0,9% ou 0,74 dólar, e a máxima desde outubro de 2018.

O petróleo dos EUA (WTI) para novembro que expira na quarta-feira, fechou em 83,87 dólares, alta de 0,91 dólar, ou 1,1%. O contrato mais ativo do WTI para dezembro fechou em alta de 0,98 dólar para 83,42 dólares o barril.

Os preços do petróleo aumentaram à medida que a oferta ficou mais restrita, com a Organização dos Países Exportadores de Petróleo mantendo um lento aumento na oferta em vez de intervir para adicionar mais barris ao mercado, e conforme a demanda dos EUA aumentou.

"A forte demanda e as preocupações com uma queda nos estoques, quando as refinarias já operavam com taxas baixas durante a temporada de manutenção, está deixando as pessoas preocupadas com o que acontecerá quando as refinarias tiverem que aumentar a produção para atender a uma demanda muito forte por gasolina e derivados", disse Phil Flynn, analista sênior de energia do Price Futures Group em Chicago.

Os estoques de petróleo dos EUA caíram 431.000 barris na semana mais recente, disse a Administração de Informações de Energia dos EUA, contra as expectativas de um aumento. Os estoques de gasolina despencaram em mais de 5 milhões de barris com as refinarias cortando o processamento devido à manutenção. [EIA/S]

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade