0

Preços do petróleo caem 1% apesar de grande redução em estoques dos EUA

24 jul 2019
17h56
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Os preços do petróleo recuaram 1% nesta quarta-feira, sem que conseguissem prolongar o apoio recebido de uma grande diminuição nos estoques da commodity nos Estados Unidos, à medida que investidores se mantiveram preocupados com a demanda petrolífera global.

  REUTERS/Todd Korol
REUTERS/Todd Korol
Foto: Reuters

Os contratos futuros do petróleo Brent recuaram 0,65 dólar, ou 1%, e fecharam a 63,18 dólares por barril, enquanto os futuros do petróleo dos EUA fecharam em queda de 0,89 dólar, ou 1,6%, a 55,88 dólares o barril.

No início da sessão, o contrato de primeiro mês do Brent foi negociado a um desconto para o segundo mês, em uma operação técnica conhecida como "contango", pela primeira vez desde março. O entusiasmo no mercado petrolífero diminuiu, com investidores temendo que o crescimento econômico global em desaceleração vá enfraquecer a demanda por petróleo.

Em termos de oferta, Arábia Saudita e Kuweit, países membros da Opep, discutiram retomar a produção em campos operados conjuntamente na Zona Neutra entre as nações, disse nesta quarta-feira a agência de notícias estatal kuweitiana, KUNA.

Os preços do petróleo inicialmente subiram, depois de a Administração de Informação sobre Energia (AIE) reportar uma grande queda nos estoques petrolíferos dos EUA, que recuaram em 10,8 milhões de barris na semana finalizada em 19 de julho, mas os ganhos não se mantiveram.

"O mercado vai tentar dizer que isso (a diminuição nos estoques) provavelmente se deu por conta do furacão Barry, e então o mercado não está reagindo com exagero a isso", disse Phil Flynn, analista do Price Futures Group.

Veja também:

BC corta Selic para 3% ao ano
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade