0

PMDB pode abandonar o PT nesta semana, diz Padilha

14 dez 2015
10h51
  • separator
  • comentários

O ex-ministro Eliseu Padilha disse, em entrevista a O Globo, que a decisão sobre quando o PMDB deve deixar o governo será tomada na convenção do partido, em março. Padilha deixou o cargo de ministro da Aviação Civil há cerca de 10 dias, logo após a deflagração do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Padilha deixou cargo de ministro da Aviação Civil há cerca de 10 dias, logo após deflagração do processo de impeachment da presidente Dilma
Padilha deixou cargo de ministro da Aviação Civil há cerca de 10 dias, logo após deflagração do processo de impeachment da presidente Dilma
Foto: Wikimedia / O Financista

Segundo o jornal, o ex-ministro alertou que a decisão pode ser antecipada, ainda nesta semana, caso o governo interfira na disputa pela liderança do partido na Câmara e ajude Leonardo Picciani (PMDB-RJ) a retomar o cargo.

Padilha nega que o partido ligado a Temer esteja trabalhando pelo impeachment, mas admite que o vice-presidente e aliados têm mantido conversas com lideranças políticas, de acordo com informações do jornal.

O ex-ministro afirmou ainda em entrevista que nestas conversas, Michel Temer se coloca como “legalista” e diz que não adotará medidas para “impulsionar ou não” o impeachment.

"Não é que todo mundo vai ser contra ou a favor do impeachment, não pense que vai ter unanimidade no PMDB", disse Padilha 
 

O Financista Todos os direitos reservados

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade