PUBLICIDADE

Plataforma Frete.com deve investir R$300 milhões em aquisições, diz presidente

6 jul 2022 - 08h41
(atualizado às 12h08)
Ver comentários
Publicidade

A plataforma Frete.com reservou 300 milhões de reais para fazer aquisições de empresas de tecnologia, disse o presidente-executivo da empresa, Federico Vega.

O marketplace de fretes com 712 mil caminhões ativos contratou o executivo Marco Fabio de Castro, vindo da empresa de laboratórios Fleury, para chefiar uma nova divisão de fusões e aquisições da empresa que terá outros cinco funcionários.

"Agora é o momento perfeito para aquisições, podemos encontrar boas empresas a valores razoáveis", disse Vega. Muitos fundos de venture capital estão focados em prover recursos para empresas de seus portfólios que não estão indo bem, e ficou mais difícil para as startups captarem recursos, afirmou.

As aquisições também seriam uma maneira rápida de contratar funcionários talentosos, afirmou. A Frete.com está analisando cerca de 20 empresas para adquirir e pretende aplicar os recursos em até dois anos.

A empresa está olhando fintechs, empresas que desenvolvem sistemas de segurança e rastreamento para caminhões, além de empresas que digitalizam documentos necessários para a operação. Outros alvos seriam marketplaces de fretes semelhantes em outros países.

A Frete.com levantou cerca de 2 bilhões de reais em suas rodadas de investimento, que incluíram nomes como o fundo para a América Latina do grupo japonês Softbank Group Corp, a chinesa Tencent Holdings e o braço de investimentos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A empresa atingiu o status de unicórnio -- valor acima de 1 bilhão de dólares -- mas não divulgou o valor atribuído a companhia.

A alta de preços do diesel tem feito os caminhoneiros usarem mais a plataforma, já que ficou ainda mais caro circular com o caminhão sem carga. O volume anual de pagamentos de frete feitos pela plataforma atingiu 109 bilhões de reais em maio.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade