1 evento ao vivo

Petróleo fecha em alta com tensões sauditas, mas recua na semana

19 out 2018
17h23
  • separator
  • 0
  • comentários

O petróleo fechou em alta nesta sexta-feira, 19, à medida que investidores monitoram as tensões entre os Estados Unidos e a Arábia Saudita diante do desaparecimento de um jornalista.

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o petróleo WTI para dezembro encerrou o dia em alta de 0,82%, cotado a US$ 69,28 por barril, enquanto na semana recuou 2,88%. Já na Intercontinental Exchange (ICE), o barril do Brent para o mesmo mês subiu 0,61%, para US$ 79,78, mas recuou 0,80% no acumulado da semana.

Após o fechamento dos mercados na quinta-feira, 18, o presidente americano, Donald Trump, afirmou estar esperando pelos resultados de três diferentes investigações sobre o desaparecimento do jornalista Jamal Khashoggi e destacou que, de acordo com o resultado, as consequências "teriam que ser muito severas". O republicano já havia ameaçado impor sanções ao reino em meio aos acontecimentos.

A queda na semana nos preços da commodity, no entanto, foi em atenção à oferta e demanda nesse mercado, para analistas do Commerzbank. "As preocupações com um aperto de oferta, que predominou até duas semanas atrás, diminuíram apesar das razões para elas permanecerem no cenário", destacam. Em relação a isso, eles pontuam a queda nas exportações iranianas após as sanções dos EUA ao país persa e a queda da produção na Venezuela.

Nesta semana, o petróleo foi pressionado ainda pelo avanço nos estoques do óleo em solo americano, o que, para o analista do Julius Baer Carsten Menke, provocou realização de lucros entre operadores especulativos.

Investidores acompanharam ainda a divulgação do número de poços e plataformas em atividade nos EUA, que subiu 4 na última semana, a 873, informou a Baker Hughes. A previsão de analistas era de alta menor, a 870. (Com informações da Dow Jones Newswires)

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade