3 eventos ao vivo

Petróleo fecha em alta com novas tensões com Irã em Ormuz e riscos à oferta

19 jul 2019
17h00
  • separator
  • 0
  • comentários

Os contratos futuros de petróleo encerraram a sessão desta sexta-feira, 19, em alta, em meio às novas tensões envolvendo o Irã e navios petroleiros no Estreito de Ormuz e consequentes riscos à oferta, junto a uma redução no número de poços e plataformas de petróleo em atividade nos Estados Unidos.

O petróleo WTI para entrega em setembro negociado na New York Mercantile Exchange (Nymex) fechou em alta de 0,61%, a US$ 55,76 por barril. Já o petróleo Brent para o mesmo mês na Intercontinental Exchange (ICE) teve avanço de 0,87%, a US$ 62,47 o barril. Na semana, no entanto, houve queda de 6,37%.

No fim da tarde desta sexta-feira, a Guarda Revolucionária do Irã alegou ter apreendido um navio petroleiro britânico que passava pelo Estreito de Ormuz por "não cumprimento de leis e regulações marítimas internacionais", de acordo com o site dessas forças paramilitares.

Além disso, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que um navio americano derrubou um drone iraniano próximo ao mesmo local, em suposta medida defensiva. O aumento das tensões no Oriente Médio aumenta a percepção de risco em relação à oferta de petróleo, o que dá força às cotações.

"É um lembrete em relação às tensões na região, após pregões em que os preços do petróleo estavam em declínio devido a preocupações com a desaceleração da demanda", diz um relatório do CMC Markets enviado a clientes, referindo-se às especulações de desaceleração da economia global.

No campo dos indicadores, participantes de mercado acompanharam ainda a notícia de que o número de poços e plataformas de petróleo em atividade nos EUA recuou 5 na última semana, para 779, de acordo com relatório desta sexta da Baker Hughes, companhia que presta serviços no setor.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade