0

Petrobras recolheu 'óleo misterioso' no Nordeste há um mês

Roberto Castello Branco afirma que petroleira recolheu 133 toneladas em resíduos oleosos de origem misteriosa

8 out 2019
11h19
atualizado às 12h17
  • separator
  • 0
  • comentários

A Petrobras recolheu 133 toneladas em resíduos oleosos de origem misteriosa que atingem as praias do Nordeste há mais de um mês, afirmou nesta terça-feira (8) o presidente da petroleira estatal, Roberto Castello Branco, que qualificou como "estranho" o surgimento das manchas no litoral.

Tanques da refinaria da Revap, da Petrobras
30/09/2019
REUTERS/Roosevelt Cassio
Tanques da refinaria da Revap, da Petrobras 30/09/2019 REUTERS/Roosevelt Cassio
Foto: Reuters

O executivo disse que o centro de pesquisas da companhia analisou 23 amostras do óleo ao longo do último mês e concluiu que nenhuma delas teria sido produzida ou comercializada pela Petrobras.

"Até agora, é um fenômeno muito estranho. É um desastre muito preocupante para todos nós", disse Castello Branco, ao participar de audiência pública da Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados sobre a venda de ativos da empresa.

Veja também:

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade