0

Petrobras inicia fase não-vinculante do processo de venda do Polo Potiguar

28 set 2020
20h20
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A Petrobras iniciou a fase não-vinculante do processo de venda da totalidade de sua participação no Polo Potiguar, conjunto de 26 concessões de campos de produção terrestres e de águas rasas no Rio Grande do Norte, informou a empresa nesta segunda-feira.

25/03/2019.  REUTERS/Sergio Moraes
25/03/2019. REUTERS/Sergio Moraes
Foto: Reuters

"Os potenciais compradores habilitados para essa fase receberão instruções sobre o processo de desinvestimento, incluindo as orientações para elaboração e envio das propostas não-vinculantes, além de acesso a um data room virtual contendo informações adicionais sobre o polo", disse a estatal em comunicado.

O processo de venda do ativo teve início no final de agosto, com a divulgação do "teaser".

O Polo Potiguar compreende os subpolos Canto do Amaro, Alto do Rodrigues e Ubarana, com 23 concessões terrestres e três marítimas, e também inclui acesso a infraestrutura de processamento, refino, logística armazenamento, transporte e escoamento de petróleo e gás natural.

O ativo registrou produção média de aproximadamente 23,2 mil barris por dia (bpd) de petróleo e 108 mil metros cúbicos diários de gás natural entre janeiro e agosto deste ano, segundo a Petrobras.

A transação inclui, além das concessões e suas instalações, a refinaria Clara Camarão (RPCC), localizada na cidade potiguar de Guamaré, que possui capacidade instalada para o processamento de 39.600 bpd, acrescentou a petroleira, que disse que as próximas etapas do desinvestimento serão "informadas oportunamente ao mercado".

Veja também:

Flagrado com dinheiro na cueca, Chico Rodrigues pede afastamento do Senado por 90 dias
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade