PUBLICIDADE

Petrobras: convocação da AGE que elegerá membros depende de algumas etapas

25 mai 2022 20h54
ver comentários
Publicidade

O Conselho de Administração da Petrobras decidiu aguardar algumas etapas que precisam ser cumpridas antes de convocar a Assembleia Geral Extraordinária (AGE) que vai eleger novos membros, inclusive o executivo indicado pelo governo para a presidência da companhia, Caio Paes de Andrade, atual secretário Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia.

Segundo comunicado enviado nesta quarta-feira, 25, pela Petrobras, a indicação de Paes de Andrade será submetida ao processo de governança interna, observada a Política de Indicação de Membros da Alta Administração, para a análise dos requisitos legais e de gestão e integridade e posterior manifestação do Comitê de Pessoas.

De acordo com o comunicado, a convocação da AGE ainda depende de duas etapas. O governo ainda precisa enviar as indicações dos demais sete membros para o Conselho de Administração e é preciso ter a manifestação do Comitê de Pessoas da empresa acerca do enquadramento dos indicados aos requisitos e às vedações legais, regulamentares e estatutárias, para que seja incluída na proposta da administração para a realização da AGE.

"Após as mencionadas etapas, o Conselho se reunirá novamente para deliberar sobre a convocação da AGE ", informou a Petrobras.

Na AGE, será votada a destituição de Coelho do cargo de membro do Conselho de Administração da Petrobras. Se aprovada, demandará a eleição de oito membros do colegiado e eleição de um novo presidente do conselho.

A estatal destacou ainda que todas suas AGES estão sujeitas ao prazo de 30 dias entre a convocação e a realização, pelo fato de ser emissora de ações que servem de lastro para American Depositary Receipts (ADRs).

Estadão
Publicidade
Publicidade