0

Paraná reduz projeções para safras de cereais 2019/20; mantém soja 2020/21

24 set 2020
14h47
atualizado às 15h47
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A produção de trigo do Paraná deve alcançar 3,32 milhões de toneladas em 2020, estimou o Departamento de Economia Rural (Deral) nesta quinta-feira, com leve queda ante os 3,47 milhões de toneladas projetados no fim do mês passado na esteira de adversidades climáticas ocorridas desde agosto.

26/07/2017. REUTERS/Nacho Doce
26/07/2017. REUTERS/Nacho Doce
Foto: Reuters

"Houve tanto o problema das geadas em agosto, quanto da seca em setembro", disse o analista do Deral Carlos Hugo Godinho sobre os fatores que motivaram o ajuste na projeção para o trigo.

Ainda assim, com a colheita já avançando para metade das áreas, a expectativa é de um bom desempenho no maior produtor brasileiro do cereal. Na comparação com 2019, quando o Paraná passou por quebra de safra, a produção esperada para 2020 representa um avanço de 55%.[nL2N2GJ1C2]

Segundo ele, a revisão recente na estimativa foi pequena porque o clima já havia motivado um corte na previsão divulgada no mês passado. "O efeito anterior que previmos foi apenas um pouco agravado". [nS0N2FM008]

Nesta quinta-feira, o Deral também revisou para baixo a estimativa de produção de milho segunda safra 2019/20, para 11,65 milhões de toneladas, em relação aos 11,77 milhões projetados anteriormente, mas, neste caso, em função dos últimos ajustes à medida que a colheita se encerra.

No comparativo anual, ao contrário do trigo, a produção de milho segunda safra deve recuar 12%, conforme dados do Deral, uma vez que a seca atingiu as lavouras em fases importantes.

NOVA SAFRA

Com poucas chuvas para avançar com o plantio do cereal, o órgão ligado ao governo do Estado manteve as projeções para o milho primeira safra 2020/21, assim como para a soja, cuja semeadura ainda não começou.

Um dos principais fornecedores da oleaginosa no país, o Paraná espera produzir 20,4 milhões de toneladas do grão, 1% a menos do que o registrado em 2019/20, devido a um possível recuo na produtividade.

As projeções para a área de plantio da temporada iniciada neste mês também foram mantidas em alta de 1% tanto para o milho verão (360,4 mil hectares) quanto para a soja (5,54 milhões de hectares).

Segundo o Deral, a produção de milho primeira safra tende a cair 3% quando comparada ao ciclo anterior, para 3,45 milhões de toneladas, também em função de um rendimento menor.

Veja também:

Flagrado com dinheiro na cueca, Chico Rodrigues pede afastamento do Senado por 90 dias
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade