PUBLICIDADE

Negociações da Argentina com Clube de Paris são suspensas após renúncia de Guzmán, dizem fontes

5 jul 2022 - 11h37
Ver comentários
Publicidade

Uma reunião da Argentina com o grupo de credores do Clube de Paris não será realizada na quarta-feira na capital francesa, como então planejado, depois que o ex-ministro da Economia do país sul-americano Martín Guzmán renunciou ao cargo no fim de semana, disseram duas fontes com conhecimento direto do assunto.

A sucessora de Guzmán, Silvina Batakis, e sua nova equipe econômica devem combinar uma nova data para a reunião com o grupo de credores, disse uma fonte que pediu para não ser identificada, já que as negociações são privadas. A Argentina notificou o Clube de Paris na segunda-feira sobre a nomeação de Batakis ao novo cargo.

O Ministério da Economia da Argentina não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

A decisão de adiar as negociações foi combinada entre Guzmán e Batakis durante uma reunião bilateral realizada na segunda-feira em Buenos Aires, acrescentou a segunda fonte.

Guzmán viajaria à França nesta semana para conversas formais com o Clube de Paris sobre a reestruturação de cerca de 2 bilhões de dólares em dívidas.

Os credores do Clube de Paris, que incluem os governos de Estados Unidos, Alemanha e Itália, disseram no início de junho que esperavam chegar a um acordo com a Argentina "nas próximas semanas", mas que esse pacto poderia ser adiado, já que o país está enfrentando uma nova crise política.

Ainda não há um cronograma claro para futuras reuniões, disseram as fontes, já que Batakis ainda não anunciou sua nova equipe.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade