0

Mercados acionários da China avançam sustentados por bancos e setor de energia

22 nov 2017
07h56
  • separator
  • comentários

Os mercados acionários da China subiram nesta quarta-feira, sustentados pelos ganhos robustos de bancos e do setor de energia, embora os setores de consumo defensivo e de saúde tenham dado uma pausa após a alta recente.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 0,25 por cento, enquanto o índice de Xangai teve alta de 0,59 por cento.

O subíndice do setor financeiro subiu 0,82 por cento e o índice do setor imobiliário teve alta de 1,04 por cento. Por outro lado, o setor de bens de consumo básico caiu 2,7 por cento e o de saúde teve queda de 0,79 por cento.

O índice MSCI acompanhou uma alta global e atingiu a máxima de uma década nesta quarta-feira, com o forte crescimento mundial e o avanço nos lucros das empresas atraindo os investidores para os mercados acionários.

O índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, tinha alta de 0,48 por cento às 7:47 (horário de Brasília).

O índice apresentou tendência de alta na maior parte deste ano, registrando apenas uma queda mensal em 2017. No ano ele acumula alta de cerca de 33 por cento, seu melhor desempenho anual desde o salto de 68 por cento em 2009.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,48 por cento, a 22.523 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,62 por cento, a 30.003 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,59 por cento, a 3.430 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,25 por cento, a 4.228 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,39 por cento, a 2.540 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,40 por cento, a 10.822 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,19 por cento, a 3.430 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,38 por cento, a 5.986 pontos.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade