3 eventos ao vivo

Mercado europeu interrompe 5 dias de alta após Trump reduzir expectativas comerciais

8 nov 2019
14h48
atualizado às 15h12
  • separator
  • 0
  • comentários

Os índices acionários da Europa quebraram uma série de ganhos de cinco dias nesta sexta-feira, depois que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que não concordou em reverter as tarifas sobre a China, aumentando as incertezas sobre se os dois lados estão realmente chegando perto de assinar um acordo parcial.

Bolsa de Valores de Frankfurt, Alemanha 
14/03/2019
REUTERS/Ralph Orlowski
Bolsa de Valores de Frankfurt, Alemanha 14/03/2019 REUTERS/Ralph Orlowski
Foto: Reuters

O índice FTSEurofirst 300 caiu 0,27%, a 1.589 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 0,28%, a 405 pontos, depois de ganhar 2,5% no decorrer das últimas cinco sessões.

As ações defensivas, incluindo saúde e serviços públicos, foram os únicos setores a subir, sugerindo que o apetite por riscos permaneceu reduzido.

Os comentários de Trump pioraram o sentimento já prejudicado por uma declaração semelhante do assessor comercial da Casa Branca, Peter Navarro, bem como de fontes que disseram que o plano enfrentava feroz oposição interna na Casa Branca. [L2N27O0QU] [L8N27O2JQ]

Isso encerrou os dias de otimismo depois que as autoridades disseram que as tarifas seriam revertidas e o acordo seria assinado em breve, o que, juntamente com uma temporada de balanços que se mostrou menos fraca do que o esperado.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,63%, a 7.359 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,46%, a 13.228 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,02%, a 5.889 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,13%, a 23.534 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,57%, a 9.393 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,16%, a 5.304 pontos.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade