3 eventos ao vivo

Maioria das bolsas da Europa fecha em queda com cautela sobre Brexit

12 mar 2019
16h13
  • separator
  • 0
  • comentários

As bolsas da Europa fecharam majoritariamente em queda nesta terça-feira, 12, aguardando pela votação da proposta de retirada do Reino Unido da União Europeia, o Brexit, no Parlamento Britânico. Embora a primeira-ministra britânica, Theresa May, tenha obtido novas concessões da UE na segunda-feira, em Estrasburgo, nesta terça pela manhã o procurador-geral do Reino Unido, Geoffrey Cox, afirmou que os riscos legais do Reino Unido continuam inalterados.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em queda de 0,06%, 373,25 em pontos.

Marcada para as 16h00 (de Brasília), depois do fechamento europeu portanto, a votação do Brexit no Parlamento britânico foi o principal driver dos mercados europeus. Após a declaração do procurador-geral britânico, a libra, que vinha se fortalecendo com as declarações de May na noite passada, passou a se desvalorizar, ampliando os ganhos da bolsa de Londres.

Caso a última tentativa de acordo de May não seja aprovada pelo Parlamento, os legisladores britânicos deverão votar na quarta-feira um projeto para aprovar um Brexit sem acordo. Esta opção também pode ser rejeitada, o que provocaria uma terceira votação, na quinta-feira, sobre uma extensão na data para a implementação do Brexit, originalmente marcada para o dia 29 de março.

Na bolsa de Londres, o índice FTSE-100 fechou em alta de 0,29%, a 7.151,15 pontos, apoiado pelo enfraquecimento da libra. Os bancos do Reino Unido tiveram as melhores performances do dia, com o Lloyds Group subindo 1,8%, o Royal Bank of Scotland, 2,7%, e o Bank of Ireland, 3%.

Na bolsa de Paris, a única que fechou o dia em alta além de Londres, o índice CAC-40 registrou avanço de 0,08%, a 5.270,25 pontos. Quem colaborou com o fechamento positivo foi a Saint-Gobain, que subiu 1,72%, e a Airbus, com ganho de 1,43%.

Liderando as quedas, na bolsa de Lisboa, o índice PSI-20 caiu 0,62%, a 5.151,61 pontos. A Altri liderou as quedas, perdendo 2,47%, seguida pelo Banco Comercial Português, que caiu 1,76%;

Em Frankfurt, o índice DAX teve queda de 0,17%, a 11.524,17 pontos. A Bayer liderou as perdas, com queda de 5,76%, a maior do dia. Na sequência, a Volkswagen caiu 3,97%, enquanto a Adidas perdeu 2,69%.

Em Milão, o índice FTSE-MIB caiu 0,03%, a 20.631,19 pontos, com a Telecom Italia despencando 5,93% e a marca de roupas de luxo Salvatore Ferragamo perdendo 2,01%.

Na bolsa de Madri, o índice IBEX-35 recuou 0,11%, a 9.161,70 pontos. Entre as mais negociadas, Santander subiu 0,11%, mas Abengoa B teve queda de 3,66% e Duro Felguera, de 4,11%.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade