3 eventos ao vivo

Magazine Luiza terá lojas dentro de hipermercados do Carrefour

27 mai 2019
20h43
  • separator
  • 0
  • comentários

O Magazine Luiza vai abrir lojas dentro dos hipermercados do Grupo Carrefour para vender eletroeletrônicos, eletrodomésticos, TV e celular. O projeto piloto começa na segunda quinzena de junho nos hipermercados do Carrefour do bairro do Limão e do Shopping Anália Franco, ambas as lojas na cidade de São Paulo. No Carrefour Limão, a loja terá a bandeira Magazine Luiza e no hipermercado Anália Franco a bandeira será Carrefour.

"A intenção é melhorar a experiência de compras do consumidor", afirma Stéphane Engelhard, vice-presidente de Relações Institucionais do Grupo Carrefour Brasil. Na França, Polônia e na China, o Carrefour já tem parcerias semelhantes com varejistas locais que são especialistas em eletroeletrônicos no modelo loja dentro da loja, "store in store".

Com a parceria, tanto o mix de produtos como o atendimento da venda de eletrodomésticos e eletrônicos no Carrefour serão ampliados e melhorados. As duas lojas experimentais serão gerenciadas pelo Magazine Luiza. Na loja do Limão, toda a equipe será do Magazine e os funcionários atuais do Carrefour serão reaproveitados em outras unidades do Grupo. "Não haverá demissões", diz Engelhard. Na loja do Anália Franco, a equipe será mista, formada por funcionários das duas empresas. Mas os estoques e o sortimento será do Magazine.

"Estamos fazendo um laboratório", diz Engelhard. Depois de seis meses, dependendo dos resultados, ele diz que esse modelo de negócio poderá ser ampliado para outras lojas de hipermercados da rede. O Carrefour tem hoje 100 hipermercados. O Magazine confirmou em comunicado ao mercado o novo modelo de negócio.

A parceria entre os dois gigantes marca uma nova etapa da concorrência no varejo. Vinte anos atrás, hipermercados e lojas especializadas em eletroeletrônicos foram grandes rivais, quando as vendas desses itens nas grandes cadeias de supermercados avançaram sobre o varejo especializado. No final do anos 1990, os eletrônicos chegaram a responder por 15% das vendas do hipermercados, lembra o consultor da Mixxer Desenvolvimento Empresarial, Eugênio Foganholo.

"Essa aliança é uma nova forma de pensar o varejo: um grupo não compete com outro, mas coopera", diz o consultor. Para ele, tanto Carrefour como Magazine Luiza ganham com esse modelo de negócio, de uma loja dentro da loja ou "store in store". O modelo de loja de hipermercado vem perdendo participação do mercado por causa do avanço do atacarejo.

Dados da consultoria Kantar mostram que, o hipermercado foi o modelo de loja que registrou no primeiro trimestre deste ano a maior queda de vendas no varejo entre os demais. Entre janeiro e março, o recuo foi de 1,3% em relação a igual período de 2018, enquanto os atacarejos cresceram 4,2%. A parceria, segundo o consultor, é uma forma de o hipermercado trazer um público novo para a loja e tornar mais rentável a área de vendas.

No caso do Magazine Luiza, a parceria seria um jeito de ampliar rapidamente o número de lojas para dar apoio ao comércio online, o grande foco da companhia. Com as lojas dentro dos hipermercados, o consumidor poderia comprar no site e retirar os produtos na loja. "É um jeito barato de multiplicar o número de pontos de venda".

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade