0

Lucro líquido da Ourofino cai 6,1% no 4º trimestre para R$ 21,5 milhões

27 fev 2019
12h16
  • separator
  • 0
  • comentários

São Paulo, 27 - A Ourofino Saúde Animal registrou lucro líquido ajustado de R$ 21,5 milhões no quarto trimestre de 2018, representando queda de 6,1% em comparação com o mesmo período de 2017 (R$ 22,9 milhões). A margem do lucro líquido ajustado foi de 12,3%, uma diminuição de 1,8 ponto porcentual em relação ao quarto trimestre de 2017, "com reflexo da diminuição da margem Ebitda ajustado, mas compensado por efeitos tributários", informa a companhia, que atua em pesquisa, desenvolvimento, produção e comercialização de medicamentos, vacinas e outros produtos veterinários para animais de produção e de companhia.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado no quarto trimestre de 2018 totalizou R$ 36,5 milhões com margem de 20,8%, uma diminuição de 4,3 pontos porcentuais em relação ao quarto trimestre de 2017, "refletindo a reversão da diluição das despesas gerais e administrativas".

A companhia apresentou receita líquida de R$ 175,3 milhões no quarto trimestre de 2018, crescimento de 8,2% comparado ao quarto trimestre de 2017 (R$ 162 milhões).

O segmento de Animais de Produção apresentou receita líquida de R$ 137,0 milhões no 4º trimestre/18, expandindo 2,9% em comparação com o 4º trimestre/17, com impacto de menores vendas de vacinas contra febre aftosa na 2ª campanha de 2018.

O segmento de Animais de Companhia obteve receita líquida de R$ 19,7 milhões no 4º trimestre/18, crescendo 35,9% em relação ao 4º trimestre/17. Já o segmento de Operações Internacionais apresentou receita líquida de R$ 18,6 milhões no 4º trimestre/18, um aumento de 30,1% comparado com o período anterior. Segundo a Ourofino, "esses resultados ocorreram substancialmente por crescimento em moeda local e com favorecimento do câmbio e tiveram impacto de decréscimos de vendas para outros países, substancialmente por vendas de vacinas contra febre aftosa ocorridas em 2017".

A Ourofino considera que 2018 foi o melhor ano da história da empresa. O lucro líquido ajustado cresce 56% em 2018 e totalizou R$ 71 milhões, alta de 56,4% ante 2017 (R$ 45,4 milhões) com margem de 12%. As receitas líquidas totalizaram R$ 589 milhões, crescendo 17% (R$ 505,3 milhões em 2017). O Ebitda ajustado alcançou R$ 131,7 milhões, crescendo 27% (R$ 103,7 milhões em 2017) e com margem de 22%. A alavancagem fechou o ano em 1,7x o Ebitda.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade