2 eventos ao vivo

Iuan se estabiliza mas ações caem em meio a temores sobre guerra comercial

6 ago 2019
07h32
atualizado às 09h26
  • separator
  • 0
  • comentários

As perdas do iuan se estabilizaram nesta terça-feira depois que autoridades adotaram medidas para conter a queda, enquanto o mercado acionário chinês recuou após os Estados Unidos classificarem a China como manipulador comercial.

09/07/2015
REUTERS/Bobby Yip - GF10000153291
09/07/2015 REUTERS/Bobby Yip - GF10000153291
Foto: Reuters

A moeda chegou a cair até 2,7% nos últimos três dias, rompendo o nível simbólico de 7 por dólar, afetando as ações e elevando os títulos uma vez que investidores temem que o valor do iuan se torne mais um capítulo na guerra comercial.

Na segunda-feira, o secretário do Tesouro norte-americano, Steven Mnuchin disse que o governo dos Estados Unidos estabeleceu que a China está manipulando o câmbio e vai trabalhar com o Fundo Monetário Internacional (FMI) para eliminar competição injusta de Pequim.

Em resposta, a China anunciou que suas empresas pararam de comprar produtos agrícolas dos EUA e disse que classificar o país como manipulador cambial vai "prejudicar seriamente a ordem financeira internacional e provocar caos nos mercados financeiros".

Mas o Banco do Povo da China agiu para estabilizar o iuan com uma fixação mais forte do que o esperado e venda de títulos, para sinalizar que as autoridades desejam contar as perdas, elevando o iuan quase 0,5% contra o dólar.

No mercado externo,, a moeda chinesa se estabilizou em torno de 7,0710 por dólar depois de atingir mais cedo 7,1382, após o anúncio de Mnuchin.

Os ganhos vieram depois que o banco central fixou o ponto médio do iuan, que determina o ponto em torno do qual a moeda pode ser negociada, em 6,9683 por dólar, acima das expectativas do mercado.

A estabilização do iuan ajudou os principais índices acionários a reduzir parte das perdas no dia, mas ainda assim os mercados terminaram no vermelho.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, terminou com baixa de 1,07%, enquanto o índice de Xangai caiu 1,56%, no menor nível de fechamento desde fevereiro..

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,65%, a 20.585 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,67%, a 25.976 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 1,56%, a 2.777 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 1,07%, a 3.636 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 1,51%, a 1.917 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,27%, a 10.394 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,75%, a 3.170 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 2,44%, a 6.478 pontos.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade