0

Itália e UE se aproximam de acordo sobre Orçamento para evitar medidas disciplinares

13 dez 2018
18h13
  • separator
  • comentários

A Comissão Europeia e a Itália estão trabalhando para alcançar um acordo rapidamente sobre o Orçamento de 2019 do país, disseram ambos os lados nesta quinta-feira, após Roma se oferecer para cortar a meta de déficit para evitar a imposição de medidas disciplinares por Bruxelas.

A Comissão Europeia havia rejeitado a proposta anterior de Orçamento, que estabelecia a meta de déficit em 2,4 por cento do produto interno bruto anual da Itália, mas após semanas de ataques recíprocos, o primeiro-ministro Giuseppe Conte anunciou na véspera que está reduzindo a meta para 2,04 por cento.

O comissário europeu de Assuntos Econômicos Pierre Moscovici disse que teve uma "reunião extremamente construtiva" em Bruxelas com o ministro da Economia italiano, Giovanni Tria, nesta quinta-feira.

"Estamos trabalhando com o objetivo de alcançar uma posição comum... quero fazer isso rapidamente", disse Moscovici a repórteres, acrescentando que a Itália havia feito um esforço "significativo" em direção a um meio termo.

As reuniões continuarão nos próximos dias, uma vez que Tria e sua equipe de especialistas planejam ficar em Bruxelas até que um acordo seja acertado, possivelmente até segunda-feira para permitir que o parlamento em Roma adote um Orçamento revisado antes do fim do ano, disseram autoridades da UE e italianas.

Os comentários de Moscovici ocorrem um dia após Conte apresentar o Orçamento revisado ao presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, o que o executivo da UE considerou como "bom progresso".

A Comissão já havia dado os primeiros passos em direção à abertura de um procedimento disciplinar contra Roma que poderia manter a Itália sob pressão do mercado por um período prolongado e também levar a sanções financeiras.

"Há um desejo comum de alcançar uma solução", disse a porta-voz de Tria a repórteres após a reunião com Moscovici.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade