0

IPCA de julho sobe 0,19%, no menor resultado para o mês desde 2014

Inflação acumulada em 12 meses está em 3,22%, no patamar mais baixo nessa comparação desde maio do ano passado

8 ago 2019
07h44
atualizado às 10h54
  • separator
  • 0
  • comentários

RIO - A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechou julho com alta de 0,19% ante um avanço de 0,01% em junho, informou nesta quinta-feira, 8, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado é o menor para o mês desde 2014, quando subiu 0,01%.

O resultado ficou abaixo da mediana (0,25%) das estimativas calculada pelo Projeções Broadcast a partir do intervalo que ia de alta de 0,16% até 0,30%.

A taxa acumulada no ano chegou a 2,42%. Em 12 meses, a taxa desacelerou de 3,37% em junho para 3,22% em julho, menor patamar desde maio de 2018, quando estava em 2,86%. O resultado ficou abaixo da mediana das projeções (3,28%), mas dentro do intervalo das estimativas que ia de 3,19% a 3,34%.

A maior pressão no índice foi do grupo habitação, cuja variação de 1,20% correspondeu a um impacto de 0,19 ponto porcentual. Dentro desse grupo, o destaque foi o item energia elétrica, com as contas de luz ficando em média 4,48% mais caras para o consumidor.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade