1 evento ao vivo

Índices europeus caem a mínimas de 2 semanas com vendas generalizadas em quase todos os setores

14 nov 2018
18h55
  • separator
  • comentários

Os mercados acionários europeus atingiram seu menor nível em duas semanas nesta quarta-feira em vendas generalizadas amplas em petróleo, mineração, tecnologia e bancos, em meio a renovadas preocupações sobre uma desaceleração econômica global e aprofundamento da crise orçamentária italiana.

 REUTERS/Simon Dawson
REUTERS/Simon Dawson
Foto: Reuters

O índice FTSEurofirst 300 <.FTEU3> caiu 0,66 por cento, a 1.425 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 <.STOXX> perdeu 0,6 por cento, a 362 pontos

O STOXX o índice das principais ações da zona do euro <.STOX50E> fecharam em seu menor valor desde 31 de outubro por negócios do início da sessão, recuperando algum terreno depois e terminando o dia próximo a estes níveis à medida que Wall Street passou para o negativo com a Apple liderando outra queda nas ações de tecnologia.

Ações europeias de tecnologia <.SX8P> recuaram 0,6 por cento, com o fabricante de chips AMS afundando outros 10 por cento para o piso do STOXX 600.

As ações perderam quase um terço de seu valor de mercado até agora neste mês, em meio a temores sobre uma temporada de feriados fraca nos Estados Unidos depois de alertas da Apple e da Qualcomm.

A decisão da Itália de manter seus planos de crescimento e déficit em uma nova versão de sua proposta orçamentária definiu o cenário para um duelo com a União Europeia sobre a violação de limites estruturais de déficit.

Isso elevou os rendimentos dos títulos do governo da Itália e o índice FTSE MIB <.FTMIB>, que recuou 0,8 por cento, com uma queda de 1,4 por cento nas ações dos bancos <.FTIT8300>.

"A pressão contínua sobre os títulos do governo italiano poderiam levar a uma grande crise da dívida, que facilmente poderia se espalhar pela região", disse David Madden, analista de mercado na CMC Markets UK.

"O tempo está passando para Theresa May, à medida que ela precisa convencer seu gabinete e depois a maioria da Casa dos Comuns a apoiar sua proposta de acordo sobre a saída do Reino Unido da UE."

O setor de petróleo e gás <.SXEP> caiu 0,5 por cento, reduzindo perdas maiores à medida que os preços do petróleo conseguiram recuperar um pouco de terreno depois do tombo de 7 por cento na véspera, pelo aumento de oferta. [O/R] Dessa forma, o setor perdeu o posto de maior ganhador no acumulado do ano para serviços de saúde.

O índice FTSEurofirst 300 <.FTEU3> fechou em queda de 0,66 por cento, a 1.425 pontos.

Em LONDRES, o índice Financial Times <.FTSE> recuou 0,28 por cento, a 7.033 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX <.GDAX> caiu 0,07 por cento, a 11.409 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 <.FCHI> perdeu 0,65 por cento, a 5.068 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib <.FTMIB> teve desvalorização de 0,78 por cento, a 19.077 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 <.IBEX> registrou baixa de 0,42 por cento, a 9.106 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 <.PSI20> valorizou-se 0,08 por cento, a 4.959 pontos.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade