0

Ibovespa sobe 3,80% após pesquisa indicar Bolsonaro em crescimento

2 out 2018
18h59
  • separator
  • 0
  • comentários

Os investidores do mercado brasileiro de ações promoveram uma corrida às compras nesta terça-feira, 2, e levaram o Índice Bovespa a uma alta expressiva, embalada pelo cenário eleitoral. O inesperado aumento de 4 pontos porcentuais nas intenções de voto do candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL) captado pela pesquisa Ibope/Estadão/TV Globo foi o principal assunto do dia e se sobrepôs ante todos os outros fatores em segundo plano.

Com o mercado mais confiante na vitória de um candidato alinhado a uma agenda reformista, o Ibovespa fechou aos 81.612,28 pontos, com alta de 3,80%. Foi a maior pontuação desde 22 de maio de 2018 e maior variação porcentual desde 7 de novembro de 2016 (+3,98%). Os negócios somaram R$ 16,6 bilhões, bem acima da média das últimas semanas, de R$ 9,6 bilhões.

Das 65 ações da carteira do Ibovespa, apenas 3 fecharam em queda, todas elas de empresas exportadoras, negativamente impactadas pela queda do dólar ante o real. Na ponta oposta estiveram os papéis de empresas estatais, principais termômetros da percepção de risco político no mercado de ações.

"É bastante claro que houve um pouco de 'overshooting' no mercado. Mas a virada mais forte de humor ocorreu principalmente porque o resultado da pesquisa foi surpreendente, uma vez que Bolsonaro não vinha bem nas pesquisas e sofria ataques de diversos lados", disse Victor Cândido, economista-chefe da Guide Investimentos.

"A alta das estatais está diretamente relacionada ao fato de que Bolsonaro tem se comprometido a manter a agenda de privatizações, além de outros fatores importantes, como a reforma da Previdência", disse Cândido.

A melhora da confiança do investidor foi reforçada por outras notícias da cena eleitoral que beneficiaram Bolsonaro, como o apoio da bancada ruralista e a proibição de o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva dar entrevistas à imprensa.

Na análise por ações, as maiores altas do Ibovespa ficaram com Eletrobras ON (+11,45%) e Banco do Brasil ON (também +11,45%). Petrobras ON e PN avançaram 6,74% e 8,67%, respectivamente. No setor financeiro, outro termômetro da percepção de risco, também se destacaram as unis do Santander (+7,44%) e Bradesco ON (+6,93%). Vale ON, ação de maior peso individual do Ibovespa, avançou 1,32%.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade