0

Grupo Boticário mira aquisições no Brasil e no exterior, diz presidente

13 fev 2020
18h58
atualizado em 14/2/2020 às 15h01
  • separator
  • 0
  • comentários

O presidente-executivo do Grupo Boticário disse nesta quinta-feira que a empresa considera aquisições no Brasil e no exterior diante do aumento da concorrência na indústria de cosméticos.

"É nosso dever avaliar tudo que está disponível no mercado", disse o presidente-executivo, Arthur Grynbaum, a jornalistas, citando que a competição ficou mais dura desde que a rival Natura&Co acertou a compra da norte-americana Avon.

O jornal Valor publicou nesta quinta-feira Grynbaum afirmando que o Boticário está avaliando a compra das operações brasileiras da Coty. Um representante do Boticário confirmou as declarações do executivo.

Grynbaum afirmou a jornalistas que grupos chineses estão se posicionando para enfrentar a companhia com produtos mais baratos vendidos em lojas multimarcas.

"Eles estão muito agressivos em termos de preço", disse o executivo. "Mas não vamos abrir mão da qualidade e segurança".

Com mais de 4 mil lojas no Brasil e operações em mais de 15 países, o Grupo Boticário planeja investir entre 350 milhões e 400 milhões de reais este ano, ante 330 milhões em 2019.

No ano passado, a companhia teve crescimento de 9% na receita bruta, para 14,9 bilhões de reais.

Veja também:

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade