PUBLICIDADE

Gol terá carros voadores para percursos de até 160 km

Empresa assinou contrato para aquisição de 250 aeronaves desenvolvidas pela britânica Vertical Aerospace

21 set 2021 10h58
| atualizado às 11h15
ver comentários
Publicidade

A companhia aérea brasileira Gol terá uma malha de aeronaves elétricas do tipo eVTOL, popularmente apelidados de "carros voadores", com previsão de início de operações em meados de 2025. A empresa assinou, em conjunto com o Grupo Comporte, de seu acionista controlador, protocolo de intenções não vinculante com a Avolon (uma das maiores empresas de leasing de aviões do mundo) para aquisição ou arrendamento de 250 aeronaves.

Protótipo de aeronave elétrica de pouso e decolagem verticais
Protótipo de aeronave elétrica de pouso e decolagem verticais
Foto: Michael Dalder / Reuters

O "carro voador" da Gol poderá transportar até quatro passageiros e um piloto, com alcance de 160 km e velocidade máxima de 320 km/h. Segundo nota da companhia, uma das grandes vantagens o eVTOL é a considerável redução de ruído tanto na decolagem e no pouso quanto no momento de voo de cruzeiro. A Gol destaca que a aeronave conta com fornecedores de ponta, incluindo Honeywell, Microsoft, Rolls-Royce e Solvay.

Para a parceria, será feito estudo de viabilidade, incluindo a certificação da aeronave e análise da infraestrutura necessária para operar essa aeronave com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea) e outras autoridades aeronáuticas nacionais e internacionais.

"O Grupo Comporte está provendo os recursos requeridos para investimento nesse projeto, que utilizará a expertise em aviação da GOL para desenvolver a malha aérea utilizando as aeronaves VA-X4 eVTOL", conforme o comunicado, citando o modelo criado pela empresa britânica Vertical Aerospace.

A startup anunciou este ano ter fechado acordos que podem chegar a US$ 4 bilhões, com a possibilidade de entregar até mil unidades de seu eVTOL para American Airlines, Avalon e Virgin Atlantic.

"A Avolon espera concluir o processo de certificação do VA-X4 no Brasil até 2024, com a com a companhia iniciando voos comerciais com o eVTOL como parte de sua malha aérea em meados de 2025", diz a nota.

Estadão
Publicidade
Publicidade